segunda-feira, 27 de abril de 2015

FÉRIAS (II)


FÉRIAS (II)
(Por Sérgio Mafra)

As últimas férias me permitiram algumas experiências e uma delas foi avaliar a importância do telefone celular em nossa rotina. Fui pesquisar um pouco a história desse aparelho fascinante e motivo de vício para muitos: a partir de 1917 a comunicação móvel começou a ser testada no sistema ferroviário alemão. Foi usada durante a Segunda Guerra e teve um protótipo desenvolvido pela Ericsson em 1956 pesando mais de 40 kg. Em 1973, a Motorola apresenta seu primeiro aparelho e Martin Cooper faz a primeira ligação a partir dele.

Mas essa história toda é pra chegar ao ano 2015, onde mais de seis bilhões de aparelhos estão ativos em todo o mundo e em nosso país os encontramos em, praticamente, todos os lugares, conectando milhões de pessoas. Você já deu uma olhada ao seu redor, nos diversos ambientes que frequenta, e percebeu como estamos cada vez mais dependentes desse aparelho? Em maior ou menor grau, de uma forma ou de outra, com aparelhos modernos ou antiquados, todos estão fazendo uso dele.

A despeito das incontáveis discussões a respeito do distanciamento pessoal por conta de tantas redes sociais e tecnologias, o celular nos permite ficar conectados a tudo, o tempo todo. É justamente nesse ponto que quero chegar. Eu me peguei, na primeira semana de férias, sem tirar férias. Parece irônico, mas não é. Com um simples aparelho permaneci conectado em, praticamente, tudo o que eu faço regularmente.

Conclusão: algumas vezes, pra descansar, é preciso desligar. A mente, o corpo e o coração precisam de descanso. Celular, computador, jornal, TV... do que você precisa se desligar, hoje? Faça um teste; eu já fiz, e você, como eu, vai se surpreender.

Uma excelente semana!

2 comentários:

  1. Isso faz uma diferença inacreditável, Sérgio. Mas é uma atitude antinatural atualmente, tanto que inconscientemente, até quando não precisamos, buscamos esta conexão intensa e louca que o mundo nos oferece.
    Tirar tempo pra desligar é imprescindível. Nos possibilita recarregar as baterias, buscar fôlego e dar um pouco mais de atenção a coisas que realmente importam nas nossas vidas.

    ResponderExcluir
  2. Semana passada, minha colega, no trabalho, comentou que na empresa do marido dela, nenhum dos empregadados tem menos de dois celulares. Sim!!! Eles têm TRÊS!!!!
    Imagina o que pode ser isso????

    ResponderExcluir

Participe também, comentando!