sábado, 12 de dezembro de 2015

“PRÉ-WEDDING”

“PRÉ-WEDDING”
(por Jackson Valoni)

Estou começando a ficar um pouco desesperado. Pamela ainda não decidiu o vestido dela. Eu ainda não decidi qual terno vou usar. Não decidimos os músicos nem as músicas que vão tocar na igreja. Pamela também não decidiu como será o buquê. Vamos dançar uma valsa no momento da festa, mas também não ensaiamos nada, ainda. Não sabemos como serão os convites dos convidados, nem fechamos a lista de quem vamos chamar. A lua de mel é uma incógnita. Também não sabemos onde será o "dia da noiva" nem a noite de núpcias. E ainda tem a sessão de fotos “pré-wedding”.

Vou me casar!!!!!!

Estou com medo, preocupado, com dor de estômago, taquicardia e insônia. Às vezes, penso em situações terríveis que podem acontecer no dia do casamento, tipo o pneu do carro da noiva furar, ou estar chovendo muito no dia, ou um monte de convidado faltar.

Antigamente, na cultura judaica, para acontecer um casamento, o homem que estava interessado na mulher deveria apresentar um contrato de matrimônio ao seu pai, expondo os termos pelos quais ele estava propondo a união com a futura esposa. Nesse contrato estava previsto o valor que noivo estaria disposto a pagar pela noiva. O valor costumava expressar o quão valiosa aquela pessoa era para ele e também servia para compensar os gastos da família na criação e educação daquela mulher.  Em suma, era um preço caro!

Então, depois de ter pago aquela quantia, o noivo retornava à sua casa de origem e construía um lugar destinado para suas núpcias. O lugar, chamado de câmara nupcial, era um ambiente bonito e confortável, e ficava localizado perto da casa do pai do noivo, onde o casal permaneceria por sete dias.

O noivo só poderia buscar sua noiva após a autorização do pai dela. E ele só autorizava depois de ver que a câmara nupcial estava pronta e bonita, como o noivo havia dito antes, em sua casa, quando mostrou o contrato de matrimônio. A construção durava cerca de 1 ano! Enquanto isso, a noiva aguardava ansiosamente pelo dia em que ele viria.

Como a noiva não sabia quando seu noivo retornaria, ela deveria estar sempre pronta. Costumeiramente, os noivos buscavam suas noivas no meio da noite, acompanhado de amigos que faziam grande festa pelo caminho. Assim, a mulher deveria ter, ao seu alcance, lâmpada e óleo suficiente para iluminar seu quarto quando o noivo chegasse, bem como todos os seus pertences pessoais. Era uma expectativa diária, que se estendia para suas irmãs, madrinhas e damas de honra! No momento em que ele chegasse, haveria grande festa!

Jesus é o noivo que vem buscar sua noiva, a igreja. Nós somos a igreja. (Efésios 5:25-27, 32)

"Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito, pois vou preparar-vos lugar. E, se Eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que onde Eu estiver, estejais vós também." (João 14:2, 3)

Esse lugar está quase pronto. Logo Jesus estará chegando! Que festa linda haverá naquele dia! Preciso levar minha noiva comigo, meus pais também, e minha irmã. Preciso levar quem amo.

“E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. Vi também a Santa Cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido (...) E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das últimas sete pragas e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a esposa, a mulher do Cordeiro. E levou-me em espírito a um grande e alto monte e mostrou-me a grande cidade, a santa Jerusalém, que de Deus descia do céu.” (Apocalipse 21:1, 2, 9, 10)

Você tem que ir.

7 comentários:

  1. Que liiiindo..:) Eventos majs esperados!!! #casamentodoano

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Lindo, Jackson! Não poderia esperar menos de vc... Com certeza Pamela é uma mulher muito especial e de muita sorte!!! Que vcs sejam sempre muito felizes!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal te ver por aqui, Suzana! Obrigado pelo carinho!!!

      Excluir
  4. Lindo o texto, primo. É muito bacana a expectativa do noivo para o encontro com a sua amada! No dia do seu casamento você saberá em miniatura o que Cristo sente aguardando o encontro com a sua noiva. O mais incrível disso tudo é que, sim, Cristo foi preparar-nos lugar, ou seja, garantir que nós, como sua noiva, estejamos lá para esse grande encontro.

    ResponderExcluir
  5. A expectativa é gigante! A vontade é que aconteça logo pra eu poder me tranquilizar. Tanto o casamento quanto a volta de Jesus!

    ResponderExcluir

Participe também, comentando!