quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

QUAL É O SEU LEGADO?

QUAL É O SEU LEGADO?
(Por Eduardo Santos)

Algumas pessoas costumam considerar que o bem mais precioso para o ser humano é o seu próprio nome. Não, propriamente, o nome em si, mas o que ele representa. De certa forma, faz bastante sentido, afinal, é a única coisa que, após a morte, permanece na história deste mundo como sendo exclusivamente da pessoa que já se foi; as demais coisas passam a pertencer a outras pessoas. Em outras palavras, saber preservar bem o próprio nome é manter uma boa lembrança de si mesmo.

Atualmente, pela dinâmica social que conhecemos, já não tem muita importância a forma como se é enxergado momentos à frente do instante atual. Talvez, as pessoas não atentem para o fato de que suas escolhas e atitudes influenciam, profundamente, de forma positiva ou negativa, a imagem que apresentam de si mesmas ao mundo ao seu redor.

Sendo isso verdade ou não, apesar do desejo de usufruir ao máximo do que a vida pode oferecer, independentemente do custo associado, creio que, lá no fundo, ninguém gosta de ter uma imagem negativa, mesmo aqueles que parecem não se importar. Pensando nesse assunto, eu me lembrei de dois casos: o rei Acabe e o rei Davi. Exemplos muito distintos, apesar da mesma possibilidade de ambos darem certo.

Acabe foi um ser humano como qualquer outro. Tinha suas responsabilidades, seus anseios, seus medos. Só havia uma característica que o diferenciava dos demais: ele carregava sobre os ombros o peso de conduzir uma nação inteira. De tudo que se conta sobre sua história, talvez o que mais marque sejam as frases de um pequeno resumo biográfico seu: "E fez Acabe, filho de Onri, o que era mau aos olhos do Senhor, mais do que todos os que foram antes dele. (...) de modo que Acabe fez muito mais para irritar ao Senhor Deus de Israel, do que todos os reis de Israel que foram antes dele." (I Reis 16: 30, 33).

Por outro lado, Davi possuía um perfil parecido com o de Acabe; ele era tão humano, tão suscetível a erros quanto Acabe. Indo um pouco mais além, Davi foi um homem que cometeu muitas falhas, mas com um diferencial: tinha um coração humilde para reconhecer seus erros e se arrepender. Ao ponto de Deus dizer que Davi havia sido um homem segundo o Seu coração. (Atos13:22).

Inevitavelmente, todos seremos lembrados, de algum jeito, mesmo que seja como aqueles que não foram tão participativos na vida de muitos. Não há como fugir disso. Então, por que não escolher ser lembrado por características positivas, por situações honrosas, por fatos felizes? O que optamos fazer ou ser hoje é o que define como seremos lembrados amanhã. Faça boas escolhas e deixe uma marca positiva na vida!

Tenha uma ótima quarta-feira. ;)

Um comentário:

Participe também, comentando!