sábado, 26 de dezembro de 2015

QUERIA


QUERIA
(Por Jackson Valoni)

Eu queria ter coragem de traçar uma meta pra 2016. Queria poder dizer que vou estudar mais, ler mais, cantar mais, sorrir mais. Queria poder cumprir quase tudo que aquela música que os Titãs cantam diz.

A música “Epitáfio”, pra mim, é uma esperança perdida. Um profundo lamento, uma dor de cotovelo, uma sofrência de dar gosto.

Aqui jaz fulano de tal, que queria e queria, mas nunca fazia.

Por que eu mesmo, muitas vezes, sou um fulano que pensa em voltar pra academia mas fica com preguiça... quer vender um carro mas não anuncia... precisa largar um vício, mas não busca ajuda?

Certa vez, os irmãos Caim e Abel estavam oferecendo ofertas a Deus, mas Caim fugiu bastante dos protocolos daquele ritual. Ao invés de fazer o combinado, ou seja, oferecer um carneirinho como sacrifício (Gênesis 4:4), ofereceu produtos da terra.

Na verdade, Caim errou feio. Tinha que ser um carneirinho, porque o sacrifício do animal representava o preço do pecado. Caim, seu irmão, e seus pais sabiam disso, mas ele quis oferecer produtos da terra, frutos de seu esforço, já que era agricultor.

Deus não gostou daquela oferta.

Caim apresentou uma oferta que expressava nenhum arrependimento pelo pecado – uma oferta sem sangue. E “sem derramamento de sangue não há remissão”, pois “é o sangue que fará expiação pela alma” (Hebreus 9:22; Levíticos 17:11).

Quando Caim teve sua oferta rejeitada, ardeu em raiva. Ele permitiu que aquele sentimento explodisse em sua mente. Invejou seu irmão e não se comoveu diante da reprovação de Deus; pelo contrário, tornou-se ainda mais intransigente quanto à vontade dEle.

Embora Deus tenha rejeitado a oferta de Caim, não rejeitou o próprio Caim.
De igual modo, mesmo quando desapontamos a Deus com escolhas ruins, Ele não se afasta de nós. Deus insiste, utilizando meios inimagináveis, para que tomemos boas decisões.

Caim creu em suas obras, fruto de seus esforços; foi diferente a oferta de seu irmão, conduzida pela fé em obediência aos desejos de Deus (Hebreus 11:4).

Talvez no próximo ano você precise arriscar mais, ou venha a errar mais. Talvez ame mais, ou chore mais. Talvez o lirismo de “Epitáfio” seja um desafio para a sua vida em 2016, mas desejo que você aceite ser guiado por Deus, e que suas metas para o próximo ano reflitam os planos que Ele tem para a sua vida.

Queria poder ver o sol se pôr sem pressa...

“Lâmpada para os meus pés é a Tua palavra e, luz para os meus caminhos.”
(Salmos 119:105)

2016. Aqui habita esperança.

_______________________

Referências:

TITÃS. A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana. Epitáfio, Abril Music, 2002. CD.

COMENTÁRIO BÍBLICO ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA Volume 1, páginas 224 e 225, 1ª edição, Tatuí, Casa Publicadora Brasileira, 2013.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!