sábado, 1 de abril de 2017

SINTOMAS

SINTOMAS
Jackson Valoni – Angra dos Reis/RJ

Tô com sintomas gravíssimos de gravidez. Quero ser pai. Combinamos aqui em casa: se for homem, será Davi. Se for mulher, será Alice.

Minha vontade mesmo era que meu filho se chamasse Jackson III, mas minha esposa tem mais juízo do que eu.

Quando penso que um dia serei pai, me derreto com a ideia. Pamela diz que precisamos ter um bichinho de estimação pra gente ir se acostumando com a sensação de cuidar de alguém. Ela também diz que é saudável crianças terem bichinhos de estimação, porque dá senso de responsabilidade nelas. No fundo, Pamela quer um bichinho de estimação independentemente do motivo.

Antes que rumores surjam: não estamos grávidos, ainda.

Sempre tive fixo na mente que, quando minha esposa engravidasse, compraria aquele livro famoso - "A vida do bebê" - e o leria de ponta a ponta, pra ficar craque em qualquer situação que envolva o neném. Minha mãe tinha esse livro. A capa era o rosto bolachudo de um neném gordinho, loiro de olhos azuis.

Sei que Deus um dia nos dará uma bela criança, talvez bagunceira como o pai, talvez linda como a mãe.

Pensando bem, acabei de ver no Google que "A vida do bebê" tem 800 páginas. Agora já não sei se vou ler tudo, mas pode acreditar que será minha segunda bíblia.

Fico admirado quando percebo pessoas que se empenham em aprender algo novo. Quando nos apaixonamos por algum assunto, queremos nos aprofundar cada vez mais. A bíblia tem sido minha paixão.

Estudá-la tem me revelado um Deus sensacional. Em Atos 17:11 está escrito sobre um pessoal de uma cidade chamada Bereia, que após aprender sobre a bíblia, estudava por si só, para ver se o que o professor dizia era real.

Eles, os bereanos, raciocinavam sobre o que aprendiam; havia verdadeiro equilíbrio entre razão e fé, o que os protegia tanto da credulidade cega quanto do ceticismo. Pra mim, não há melhor exemplo de estudantes da palavra de Deus.

Em breve, receberei muitos conselhos de pais experientes, médicos, pediatras, sites e livros, sobre o que devo fazer com meu filho. Há especialistas no assunto; vou priorizá-los.

Quanto à bíblia, que é a palavra de Deus, não seria igualmente importante se estudássemos pedindo orientação do especialista, que é o Espírito Santo, para nos guiar pelo entendimento das Escrituras Sagradas?

Estude a bíblia. Pode me chamar pra estudar com você; será um prazer (o convite é real). Esse livro fará a diferença na sua vida.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!