quarta-feira, 26 de abril de 2017

O ABRAÇO VOCAL DE DEUS


O ABRAÇO VOCAL DE DEUS
Maria Paula Guimarães - Niterói-RJ

Eu sou fonoaudióloga e, na Fonoaudiologia, existe um conceito que muito me agrada e que hoje intitula este texto. “Abraço vocal” é a expressão usada pelos profissionais da saúde da comunicação humana para designar o preenchimento da voz no espaço e no outro. Sabe quando alguém fala, seja em uma palestra, na igreja ou dando uma aula e sua voz parece encher o ambiente, sem fazer grandes esforços, e atingir o coração dos ouvintes, que apresentam olhares atentos e postura vigilante? Essa pessoa, então, deu um superabraço vocal.

Glorinha Beuttenmüller, a respeitada e renomada “fonoaudióloga da Globo”, como é conhecida, ou “bruxa da voz”, como brincam alguns atores, compara o abraço vocal a um chafariz, que vai deixando a água cair, preenchendo o arredor e permanece caindo, constante. É assim que ela diz que a nossa voz tem que ser. Ela deve preencher o ambiente que a contém, sem nunca deixá-lo transbordar, mas permanecendo a abastecê-lo sem cansar-se de sua tarefa.


Dito isso, é possível que alguns grandes oradores ou palestrantes do TED* venham à nossa mente. Como essas pessoas conseguem contagiar tão fortemente o público ou, ainda, tantos públicos (já que muitos desses vídeos ficam disponíveis na internet e podem ser vistos e revistos inúmeras vezes por incontáveis pessoas)? Eles sabem usar a voz. Talvez eles entendam, não em palavras, mas de alguma forma internalizada em sua personalidade, que voz é emoção.


Emoção, por definição, é movimento para fora. Por isso, talvez, que quando o emocional está abalado, a voz, consequentemente, fica abalada também e, outras vezes, abala.

Deus, quando fala com o ser humano, faz um movimento para fora que não é necessariamente sonoro, mas que sabe abraçar. Outra vez, em outros tempos, Sua voz já foi audível, propagável, mesmo em um mundo de diferentes vácuos (sociais, morais, éticos...). Sua voz, ainda assim, propagava-se. Hoje, porém, ela é propagada de outra maneira, com outras vozes e, sobretudo, com muitas letras.

A voz de Deus diz, exatamente, aquilo que está na Bíblia - também conhecida como “Sua Palavra”. Esse último termo, aliás, também faz muito o meu gosto. Faz lembrar que, às vezes, em situações formais, quando alguém autoriza outro a falar, diz estar “dando a palavra a Fulano” ou “passando a palavra a Fulano”. Sendo assim, “palavra” é a vez de falar do Fulano. A Bíblia, então, é a vez de Deus falar. E, quando Ele fala, Ele abraça.


Porque Ele é eterno, infinito, íntegro e imutável, Sua Voz, ainda que não se propague em ondas, tem alcances incomparáveis aos da voz humana. A Voz de Deus desconhece o tempo. A Voz de Deus desconhece os limites do espaço. A Voz de Deus desconhece as barreiras da língua. Ela é, como Ele é. E, por isso, tem esse poder de chegar de mansinho e impactar de montão o nosso coração.

A Voz de Deus é um abraço de urso. Permita-se ser abraçado por ela e pelo que ela diz, através da Palavra, ao seu coração.

“Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a Sua voz, não endureçais o vosso coração.” Hebreus 3:7-8

___________________


* TED – (Technology, Entertainment, Design) A série de conferências mais espetaculares do mundo, destinadas à disseminação de ideias – realizadas na Europa, na Ásia e nas Américas pela fundação Sapling, dos Estados Unidos, uma organização sem fins lucrativos.

Um comentário:

  1. Nossa! Fui lendo o texto e me sentindo abraçado pelas palavras. Sensação Inexplicável.

    ResponderExcluir

Participe também, comentando!