quarta-feira, 17 de maio de 2017

AVATAR

AVATAR
João Octávio Barbosa – Bento Ribeiro City - RJ

Jake Sully (Sam Worthington) é paraplégico. Ele é selecionado para participar do programa Avatar, que fica em Pandora, uma lua extraterrestre, onde encontra diversas e estranhas formas de vida. O local é também o lar dos Na'Vi, seres humanoides que, apesar de primitivos, possuem maior capacidade física que os humanos. Os humanos desejam explorar a lua, mas como são incapazes de respirar o ar de Pandora, criam seres híbridos chamados de Avatar. Eles são controlados por seres humanos, por meio de uma tecnologia que permite que seus pensamentos sejam aplicados no corpo do Avatar. Dessa forma, Jake pode novamente voltar a andar.¹


Com essa sinopse temos o desenrolar da trama do diretor James Cameron. Ele, que já era recordista de bilheteria mundial com “Titanic”, bateu o próprio recorde com Avatar, a primeira superprodução filmada com tecnologia 3D. A aventura mostra mais que apenas um entrave entre seres humanos e ETs, mas dialoga com causas ambientais, de respeito ao próximo, e até mesmo de realidade virtual.

Veja que interessante esse lance de ser um “avatar”. No filme, Jake praticamente troca de corpo. Enquanto seu limitado corpo sem movimento das pernas descansa numa câmara incubadora especial, a vida dele é vivida numa outra estrutura corpórea, o avatar azulão...


Talvez você já tenha visto coisas parecidas em filmes e novelas. E talvez essa seja sua crença para a vida após a morte. A nossa suposta alma, como uma entidade à parte que vive dentro da gente, seja algo que pode sair do nosso corpo, em caso de falecimento. A divulgação de notícias falsas é tão grande, que muitos de nós acreditamos que a Bíblia afirma isso.

Por osmose, muitos de nós passamos a crer que Deus fez o homem para ter uma alma imortal, que após o último suspiro da pessoa aqui na Terra vai diretamente para o Céu, ou o Inferno, ou, alguns dirão, o Purgatório. Outra versão diz que essa tal alma entra no corpo de outra pessoa que nasceu logo após morrermos, quem sabe até mesmo um animal.


O interessante é que a Bíblia não fala nada disso. De fato, logo nas primeiras frases do livro de Deus, Ele já deixa claro o que é a alma:

E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente. Gênesis 2:7

Atentando para as palavras do versículo, você percebe que o homem não passou a TER uma alma, e sim a SER uma alma. Pois é: alma não é algo que temos, é aquilo que somos. Vamos voltar a Avatar para ter um exemplo. Quando Jake “troca de corpo” para que sua consciência, seus pensamentos, seus sentimentos (ou seja, tudo que faz parte dele e não é físico) passem a viver dentro daquele Avatar azul, ele passa a SER aquele avatar azul. Aquele corpo paraplégico que esperava o fim daquele processo era o quê? Um corpo tecnicamente morto.


Assim é conosco. O que sobra de nós quando morremos? Nada além de um pedaço de carne, ossos, sangue e etc. E a nossa alma, você se pergunta? Que alma? Se estamos mortos, não há alma. Alma é a vida da gente. Você se lembra do que Deus falou em Gênesis? Somos alma enquanto temos (fôlego de) vida. Sem vida, não permanece alma.

SPOILER FINAL. Os Na’Vi, a muito custo, conseguem defender seu território. Ambientado e feliz com o privilégio de andar, Jake não vê motivo para voltar a seu corpo antigo. A tecnologia dessa ficção científica conseguiu tornar realidade essa transição corporal. Aqui no mundo real ainda é diferente.

Quando morremos, nós dormimos. Estamos alheios ao mundo ao redor, porque simplesmente não estamos mais lá. Aguardamos o destino final de nossa alma, que é o destino final de nossa vida: a volta de Jesus, onde uns serão ressuscitados para viver para sempre, e outros ressuscitarão apenas para morrer para sempre.


E (...) [os] que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno. Daniel 12:2

Já escolheu seu grupo?

Não peço que concordem, espero que reflitam!

_______________________________

Referência:


2 comentários:

  1. Esse assunto é um dos meus preferidos.
    Obrigado pelo exemplo do Avatar, porque tenho usado tantos exemplos e nunca pensei nessa hipótese de citar o do filme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado vc pelo prestígio de visitar a página. Já curtiu a gente no facebook?
      Abraço.

      Excluir

Participe também, comentando!