sábado, 20 de agosto de 2016

ELA ME INSPIRA: A NATUREZA.

 
ELA ME INSPIRA: A NATUREZA. 
Por Jackson Valoni

Fui à Paraty num dia desses. Passeei por lá. Comi esfirra, tropecei numa pedra, comi um picolé e ouvi um rapaz tocando "Como é Grande o Meu Amor por Você", num saxofone, em frente ao pessoal que comia na sorveteria "Pistache".

Na hora de ir embora, Pamela me chama e aponta para uma loja. Chegamos perto e vimos o anúncio: "Venha se que embriagar com os aromas..." e mais alguma outra coisa. Era uma loja de sabonetes artesanais com formato de frutas e seus respectivos aromas. Coisa de outro mundo. Peguei um sabonetezinho com formato de maracujá e, se eu fechasse os olhos, poderia até sentir o gosto do sumo.

Aquilo era arte, como a maioria das coisas em Paraty. Mas aqueles sabonetes criados de forma tão precisa por seu artesão me impressionaram não só pelo aroma, mas pelo cuidado de serem idênticos às frutas que serviram de inspiração para os seus odores.


A natureza inspira. A musa de Ipanema só ficou famosa por causa da praia. Vale mais a pena visitar o Cristo Redentor pelo visual panorâmico que o Corcovado proporciona do que pela estátua em si. Pessoas aplaudem o pôr do sol! "Além do arco-íris", canta o tema de “O Mágico de Oz”. E o Salmo 19, que realça as belezas da criação de Deus! Diz o salmista: Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras de suas mãos (Salmos 19:1).

Deus, ao criar o homem e a mulher, ordenou que eles "dominassem" a Terra, de modo a "cultivar" e "guardar" o que havia acabado de ser criado. Bem, o pecado entrou no mundo, Adão e Eva desobedeceram à vontade do Criador, e junto com a degradação do homem veio a degradação da natureza, por culpa da ação humana, insaciável.

A Constituição da República se preocupa com a preservação do meio ambiente, levando a todos o "dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações." (Art. 225, CRFB/1988).

Ao destruir a natureza, destruímos as digitais de Deus e afastamos ainda mais a imagem do Criador, já tão descaracterizada neste mundo que se apega mais às belezas naturais do que ao seu amável Artesão.

Que você enxergue as obras cuidadosamente traçadas pelo Altíssimo através da natureza, essencial à sadia qualidade de vida. Jesus nos trouxe o que o pecado nos tirou: a reconciliação com o Pai do Céu. (Isaías 59:2; II Coríntios 5:21)

"Nós somos curados pelo castigo que Ele sofreu, somos sarados pelos ferimentos que Ele recebeu." (Isaías 53:5)

Valorize o que Jesus ainda faz por você!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!