domingo, 8 de maio de 2016

MANHEEEEÊ!!

MANHEEEEÊ!!
Por Pamela Henriques Moreira

Não sou capaz de calcular quantas vezes deixei meus pais preocupados ou aborrecidos por algum mau comportamento, tampouco quantas vezes os deixei felizes por algo bom que eu tenha feito.


Posso dizer, com certeza, que algumas vezes fiquei de castigo, que algumas vezes corri da mão pesada de meu pai, que outras fui parabenizada e também presenteada. De tudo, o principal: sei que muito fui amada.

Hoje eu gostaria de falar daquela a quem recorro quando tenho algum problema; aquela que era meu escudo quando, por diversas vezes, fugi do castigo de meu pai; aquela que, algumas vezes, me viu chorar por alguma decepção; e que já aturou muitas manhas minhas. Bem, eu a chamo de mãe.

Ser mãe é dádiva de Deus, mas posso dizer que eu que ganhei o presente por ser filha de quem eu sou. Faltam-me palavras para expressar tudo o que já passamos juntas e o quanto sou grata por tantas abnegações - até aquelas que excedem o entendimento do papel de mãe. Pelo exemplo que tenho em casa, posso dizer que ser mãe é ser altruísta, é aturar birras, mas sem deixar de amar, é desejar o melhor para o filho e, por falta de recursos, realizar milagres.

Quanto a ser mãe, têm aquelas que ficam surpresas com a notícia, aquelas que muito anseiam e planejam, têm as que parecem ter nascido pra isso e outras que aprenderam na marra como ser mãe. Algumas merecem medalhas, outras nem sequer tal título.

A verdade é que Deus em Sua bondade deu esse dom a algumas mulheres. Umas geraram, outras adotaram, algumas são mães emprestadas sem perceber e umas desejam em breve ter essa honra.

Para todas aquelas que abraçam e aceitam o papel de ser mãe, que verdadeiramente se importam e amam seus filhos, parabéns pelo dia de hoje. Um dia justo, a ser comemorado, que representa todos os demais dias do ano - pelas lutas, pelo carinho, pelas noites mal dormidas, pelas preocupações... porque, na maioria das vezes, no final das contas, o grito é para a mãe.

"Mas a mulher será salva tendo filhos se ela, com pureza, continuar na fé, no amor e na dedicação a Deus." I Timóteo 2:15





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!