segunda-feira, 9 de maio de 2016

AMOR DE MÃE


AMOR DE MÃE
Por Sérgio Mafra

Celebramos ontem o dia dedicado às mães. Fiquei pensando no que escrever neste texto que pudesse transmitir a importância de cada uma delas em nossa vida. Todo mundo tem alguma história pra contar sobre sua mãe, e quem nunca ouviu as famosas e repetidas frases: “em casa a gente conversa”, “não importa se todo mundo vai, eu não sou mãe de todo mundo”, “engole o choro antes que eu te de motivo pra chorar de verdade”, “um dia você vai ter filhos e verá o que eu sofro”, “não quero ninguém chorando no meu caixão” e por aí vai...?

O fato é que falar de mãe nunca é demais. Aliás, essa é a palavra que eu escolhi para definir minha mãe: ela é “demais”. Minha mãe me ama demais (incondicionalmente), cuida demais, é carinhosa demais, mas também fala demais e reclama demais. No final das contas, descobri que minha mãe é exatamente quem eu preciso: uma mulher que ama, que me dá conselhos, puxa orelha, me cobra, me quer bem. Eu só tenho o que agradecer a Deus e a ela.

Só você sabe como definir sua mãe, mas saiba que ela é na medida pra você e que, do jeito dela, ela o ama e quer lhe ver feliz. Valorize e ame sua mãe. Ah, mas tem um detalhe muito importante: existem vários tipos de mãe – mãe, vó, tia, mãe do coração, pai-mãe, avô. Não esqueça: mãe é aquela que o ama só por amar. Ela o ama nas suas vitórias, nas suas fraquezas e continua amando você, mesmo quando você precisa de um corretivo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!