sexta-feira, 1 de maio de 2015

1º DE MAIO – DIA DO TRABALHO




1º DE MAIO – DIA DO TRABALHO
(Por Denize Vicente)

Em 1886, no dia 1º de maio, em Chicago, EUA, houve um conflito de classes. Os operários buscavam a redução da sua jornada de trabalho de dezesseis para oito horas. Havia uma Federação que unia os trabalhadores dos Estados Unidos da América e do Canadá; organizados por essa Federação, duzentos mil operários entraram em greve. Dois dias depois a polícia enfrentou os grevistas e, no choque, causou a morte de muitos deles, além de prender alguns de seus líderes.

Três anos mais tarde, em 20 de junho de 1889, a “Segunda Internacional”[i], em Paris, decidiu estabelecer o Dia Mundial do Trabalho, a ser comemorado no 1º de maio de cada ano, para homenagear aqueles que morreram nos conflitos, lutando por melhores condições de trabalho.

Desde a época de Vargas, no Brasil, as leis e os projetos que traziam benefícios aos trabalhadores eram anunciados no dia 1º de maio, sempre. E você deve se lembrar, até pouco tempo atrás o "novo salário mínimo" começava a vigorar a partir dessa data, todos os anos. O Dia do Trabalho era passado em meio a manifestações da classe trabalhadora, grandes manifestações dos operários. Era assim. Pensando bem... algumas tradições deveriam ser mantidas, você não acha? Um dia para a classe trabalhadora levantar bandeiras, para garantir ou, ao menos, lutar por melhores condições. Afinal, "a gente não quer só comida...".[ii]

E porque hoje é 1º de maio eu queria aproveitar pra dizer que a gente precisa, de uma vez por todas, aprender uma coisa: só se faz bem aquilo que se faz com amor. Trabalhar só é um fardo impossível de carregar quando não se tem prazer naquilo que se faz. Não importa se você é mecânico, professor, gari ou doutor; pouco importa a profissão ou a atividade que você exerce; o segredo é este: tem de ser por amor. Se for só pela grana... você não vai ser feliz. Mas se for com paixão, o retorno pessoal compensa.

Havia uma obra que atormentava meu sono, aqui em frente de casa, porque as batidas começavam cedo. Mas sabe de uma coisa legal que acontecia? Eu me lembro dos operários cantando às sete horas da madrugada. Você sabe o que é isso?? Alegria. Deviam ter mil problemas, trilhões de dificuldades. Dormiam no emprego. Só voltavam pra casa no final de semana. Mas estavam lá, rindo, cantando, desde cedo e até o anoitecer, e ainda jogavam cartas à noite... Um dia ouvi um deles cantando em Inglês, e o moço tinha uma voz que poderia levá-lo a uma final no "American Idol", de tão linda! Pode ser que o trabalho como pedreiro seja uma ponte para, um dia, ele chegar a cantor. Pode ser que o sonho dele seja tornar-se um "Brazilian Idol", quem sabe? Mas se agora, como pedreiro, ele trabalhar com amargura, com ódio no coração, se for enjoado, irritadiço, um sem amor, é com isso que vai se habituar. E duvido que alguém invista na carreira musical de um "reclamão". E duvido que ele consiga ser feliz depois, se não consegue agora...

Os pedreiros lá da obra colocavam o cimento nas paredes com alegria. Riam, sorriam e cantavam, enquanto viravam concreto. Fazendo o seu melhor, na vida. Como se houvessem aprendido a lição de Salomão: “Tudo o que você tiver de fazer faça o melhor que puder, pois no mundo dos mortos não se faz nada, e ali não existe pensamento, nem conhecimento, nem sabedoria...”. (Eclesiastes 9:10 NTLH)

Em algum lugar existe alguém que, todas as manhãs, acorda com um tremendo mau humor porque precisa trabalhar naquilo que não gosta, mas que lhe garante (ou nem isso) uma boa grana. Em outro lugar, amanhece alguém que corre pra luta disposto a dar o seu melhor, naquilo que faz. Eu queria muito que sempre estivéssemos aí, nessa situação, e não naquela...

Bom descanso, hoje, no Dia do Trabalho!
Boas lutas! E bons dias de trabalho.



Referências:
 
[i] A Segunda Internacional (Internacional Operária e Socialista): nasceu em 1889 como sucessora da Primeira Internacional. Era uma associação livre de partidos socialdemocratas e trabalhistas, integrada tanto por elementos revolucionários quanto reformistas. Seu caráter progressista chegou ao fim em 1914, quando suas seções mais importantes violaram os princípios mais elementares do socialismo ao apoiar seus governos imperialistas na Primeira Guerra Mundial. Se desintegrou durante a guerra, porém ressurgiu como organização totalmente reformista em 1923.

Entre as ações mais famosas da Segunda Internacional estão a sua declaração, em 1889, definindo o 1º de maio como Dia Internacional dos Trabalhadores e sua declaração, em 1910, do 08 de Março como Dia Internacional da Mulher.


[ii] Verso de “Comida” - de Arnaldo Antunes / Marcelo Fromer / Sérgio Britto.

2 comentários:

  1. Ótimo! Muito legal! Maneiro!
    Agora, 03/05/2015, estou saindo do trabalho feliz, às 06:57h! Tudo o que se faz com boa vontade tem o bom retorno, não só no ambiente do trabalho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje (na verdade, ontem...rs) eu saí do trabalho às 22h. Cansadinha, mas feliz. Isso é mesmo uma bênção!

      Excluir

Participe também, comentando!