sábado, 30 de maio de 2015

PICOLÉ



PICOLÉ
(Por Jackson Valoni)

Neste exato momento eu estou com casaco, calça de moletom e cobertor, mas lembrei de algo que aconteceu comigo no início do ano, no verão.
"Neste verão não tome juízo, tome sorvete".
Li essa frase em um palito de picolé que havia chegado em boa hora pra amenizar o calorão.
Tentei entender a proposta daquela frase. Quem toma juízo não toma sorvete? Quem toma sorvete não tem juízo? É só um jogo de palavras?

Provérbios 2:9 explica que a sabedoria de Deus nos faz entender a justiça, ter juízo e equidade. Tenho visto, porém, que quanto mais as pessoas se aperfeiçoam em um campo de estudo científico ou filosófico - sem generalizar -, mais elas se tornam descrentes de um Deus.
Essa é a diferença entre a sabedoria do mundo e a sabedoria que Deus dá. Alcançamos essa última através da busca sincera e pelo relacionamento com Ele (Provérbios 2:1-5).
Já ouvi aquele ditado: "de boa intenção o inferno está cheio". Mas também sei que todas as nossas justiças são como "trapo de imundícia" (Isaías 64:6).

Aquele picolé estava muito gostoso, mas a mensagem do palito, naquele dia, não teve sabor parecido. Hoje, no entanto, eu ouvi outro “conselho do palito”, e bem mais legal: "Dinheiro não compra felicidade, mas compra sorvete que é quase a mesma coisa".

Eu não imagino um sábio sem juízo, mas imagino um sábio tomando sorvete.

Juízo, hein!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!