terça-feira, 19 de abril de 2016

A HISTÓRIA DE UM VELHO CHATO – parte 2

A HISTÓRIA DE UM VELHO CHATO – parte 2
Por Airton Sousa

Semana passada eu estava contando para vocês a história de um “velho chato” que um dia teve um encontro com Jesus. Aquele texto eu escrevi três dias antes da data do meu batismo na Igreja Adventista. E o texto de hoje escrevo oito dias depois do evento.

Um dia antes do meu batismo, a Rejane, uma moça muito simpática que cuida do “Ministério Pessoal”1, me pediu alguns dados pessoais para a programação batismal.

- “Qual o seu maior sonho?” – ela perguntou.
De pronto, respondi: - “Ganhar na Mega-Sena!”.

Oops, que nada... brincadeira. Nada disso. Saiu sem querer... Respondi que meu maior sonho é que todos os meus irmãos tivessem a mesma chance que eu estava tendo agora, a chance de um encontro com Jesus Cristo.

- “Qual o seu hino preferido?”
- “Em tuas mãos”.
Desde que iniciei o meu caminho de volta, eu só tinha um desejo, e esse hino reflete bem o momento: “Quero, oh! Deus, me colocar em tuas mãos... Vem mostrar-me, oh! Senhor, teu carinho e teu amor. Minha vida vou depor em tuas mãos.” (Preciso me lembrar de postar esse hino na página do blog no face)

- “E qual o seu verso preferido, da Bíblia?”

Durante muito tempo o meu verso preferido foi Efésios 3:20, que fala de um Deus que é capaz de realizar e operar muito mais do que nós podemos pedir ou pensar. Eu nunca duvidei disso, mas durante o tempo em que estive no “deserto” (eu vou escrever sobre esse deserto nos próximos dias) fui descobrindo que a cada dia que você acorda e começa tudo de novo é a misericórdia de Deus se renovando para você.

- Lamentações 3:22-23 este é o meu novo verso Bíblico favorito: “As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim, renovam-se cada manhã.”.

Quando Jesus disse “Filho, os teus pecados estão perdoados.”, o homem deu um pulo, pegou seus trecos e caminhou porta a fora. Estava curado e limpo, e quando isso acontece a você, você precisa contar aos amigos. E foi o que ele fez. Quando voltou para casa, seus amigos foram visitá-lo para ver de perto o milagre e toda a mudança ocorrida. Muita gente compareceu, e alguns levaram presentinhos e mimos e até empadão de frango - que, provavelmente, era seu prato preferido. E houve uma grande festa de louvor ao “Deus da segunda chance”.

Ele agora tem nova vida. Ele encontrou o Salvador. Eles se unem ao redor dele e ele conta a história. Ainda em estado de choque, provocado pelo encontro e pela densidade do momento, ele mal consegue chorar; as palavras de Jesus ainda ecoavam em seus ouvidos: “Levanta, toma a tua cama e anda.”. A misericórdia havia se renovado mais aquela vez.

Por que Jesus fez isso? Por que Ele curava as pessoas? Porque Ele queria que todos soubessem que Ele tem poder na Terra para perdoar pecados. Jesus fez dos pecadores Seus melhores amigos na Terra, e Ele ainda tem a mesma aceitação e perdão e poder hoje. São muitas as pessoas, hoje, que têm falta de segurança, confiança e paz.2

Quando a misericórdia de Deus se renova na vida da gente, a gente descobre que é possível juntar os pedaços, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Só Ele pode juntar todas as peças novamente e tornar nossa vida completa: Deus fez minha vida completa quando coloquei todas as peças diante Dele. Quando limpei o que manchei, Ele me deu um novo começo.” (II Samuel 22:21).

Naquela noite, quando entrei no tanque batismal, olhei para igreja lotada, vi meus amigos, familiares... também não consegui chorar; foi um momento muito denso. Ali também estavam os meus amigos deste blog, Denize, Pamela, Jackson, Jobs, Paula e Victor e eles são grandes responsáveis por essa história; são os “quatro amigos” que me trouxeram a Jesus pelo “telhado”3. Ali eu pensei: Deus não apenas tem poder para perdoar, mas também tem poder para curar, mudar, abençoar e habilitar para uma nova vida.

Eu gosto disso, gosto de escrever e ler sobre isso.

Que recomeço sensacional Deus nos concede a cada manhã! Isso é tremendo!

______________________

Referências:
1.   "Ministério Pessoal" é um Departamento da Igreja Adventista do Sétimo Dia que provê os recursos adequados e prepara os seus membros para unir seus esforços aos esforços do Pastor local e dos demais líderes da igreja no trabalho voltado para as necessidades das pessoas – necessidades espirituais e assistenciais. 

2. “Como Jesus tratava as pessoas” – Venden, Morris - Editora Casa – disponível em http://www.nossasletrasealgomais.com/2012/05/como-jesus-tratava-as-pessoas.html - acessado em 16.04.2016.)

3.  Analogia à história do paralítico de Cafarnaum, contada na semana passada. Disponível em http://entaoserve.blogspot.com.br/2016/04/a-historia-de-um-velho-chato.html


2 comentários:

  1. Usou a minha imagem sem minha autorização...
    Mas a história é boa e edificante, então eu autorizo!

    ResponderExcluir

Participe também, comentando!