quinta-feira, 19 de novembro de 2015

DESPERDÍCIO E GANÂNCIA. ISSO NÃO É DE DEUS!



DESPERDÍCIO E GANÂNCIA. ISSO NÃO É DE DEUS!

“Jesus pegou os pães e, depois de dar graças, distribuiu-os aos que estavam sentados ali; fez o mesmo com os peixinhos, e eles comeram tanto quanto quiseram. Mas, quando ficaram satisfeitos, ele disse aos seus discípulos: ‘Juntem os pedaços que sobraram, para que nada se desperdice.’ Portanto, eles juntaram os pedaços e encheram 12 cestos com as sobras deixadas pelas pessoas que haviam comido dos cinco pães de cevada.” (João 6:11-13)

“Isto é o que Jeová ordenou: ‘Cada um deve apanhar a quantidade que come. Devem pegar um gomor por pessoa, segundo o número de pessoas que cada um tem na sua tenda.’ Os israelitas começaram a fazer isso; alguns recolheram muito, e outros recolheram pouco. Ao medirem as quantidades pelo gomor, não sobrava a quem tinha recolhido muito, nem faltava a quem tinha recolhido pouco. Cada um apanhou a quantidade que comia. Então Moisés lhes disse: 'Ninguém deve guardar nada para a manhã seguinte.'” (Êxodo 16:16-19).


É tempo de refletir sobre o desperdício de água, de energia, de comida, de palavras... E sobre a ganância. Não é preciso ir longe e pensar na “fome mundial”, na escassez de água na Terra, na pobreza da África, quando perto de você, com certeza, há famintos, crianças bebendo água não potável, gente sem roupa, sem agasalho, sem cama, sem nada... Não adianta muito dar um prato de comida a alguém, uma vez ou outra, ou mesmo todas as semanas, se há dezenas de pratos de comida, por mês, sendo jogados fora no lixo da sua casa... Pense nisso. 

Compre menos. Evite a ganância até mesmo para evitar o desperdício.
Tenha menos. Pense mais.

É uma questão de consciência. De cristianismo.
Zero desperdício.
Zero ganância.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!