terça-feira, 18 de outubro de 2016

COMO FOI QUE PAREI DE FUMAR EM 4 DIAS – 3º dia


Quando acordei, meu primeiro pensamento foi: "Ontem decidi não fumar.". 

E repeti: "Decidi não fumar hoje, não importa quão forte seja a vontade.".

Tomei dois copos de água, fiz uma pequena caminhada e respirei profundamente por alguns minutos. Não tomei café. Era uma dica da médica cubana, cujo nome ainda não me lembrei: “No desjejum não use café; ele é estimulante e desperta o desejo de fumar.  Prefira sucos, leite, e coma cereais, pão integral e ovo cozido. O desjejum é a refeição mais importante do dia e é nela que você deve se alimentar com fartura para que o almoço não seja tão pesado.”.

Eu me esqueci de mencionar que no inicio do curso, o Pastor havia dado para cada participante um pozinho branco com gosto de creme dental. Era para escovar os dentes toda vez que tivesse vontade de fumar. Foi dado também um potinho com um líquido para fazer gargarejo (se alguém se interessar, fale comigo que eu consigo esse material). E assim foi meu dia, pela manhã. Não comprei cigarros e todas as vezes que me deu vontade de fumar... escovei os dentes e fiz o tal do gargarejo. No final do dia, antes de iniciar a terceira reunião, eu contabilizei, mesmo com a decisão de parar de fumar: cinco cigarros durante todo o dia.


COMO FOI QUE PAREI DE FUMAR EM 4 DIAS – 3º dia
Por Airton Sousa

Na reunião do terceiro dia foi exibido um filme que conta a história de um piloto de avião que contraiu câncer do pulmão por causa do cigarro. Você pode assistir clicando neste link: https://youtu.be/eNbHrYfd8uY?t=7s

Também foram mencionados vários malefícios causados pelo cigarro:

”São mais de 50 doenças diferentes que esse hábito traz, principalmente as cardiovasculares, como o infarto, as doenças respiratórias e o câncer.”

Talvez você não queira ver! “Existe uma doença, exclusiva de fumantes, chamada tromboangeíte obliterante, que obstrui as artérias das extremidades e provoca necrose dos tecidos. O doente perde os dedos do pé, a perna, o pé, uma coxa, depois a outra, e fica ali na cama, aquele toco de gente, pedindo um cigarrinho pelo amor de Deus.” [Trecho da crônica Droga pesada – de Drauzio Varella - Publicada em 07/04/2011 e revisada em 31/10/2014.]   
Os malefícios bucais do cigarro 
 1. Alterações na voz
Quando ouvimos uma pessoa com a voz grave e rouca, logo temos a impressão de que está resfriada ou que fuma. Tudo isso porque a fumaça do cigarro resseca o trato vocal, causando irritação na mucosa do nariz, boca e laringe. 
3. Mau hálito
Pois é... o desagradável mau hálito. Basta chegar perto de um fumante para sentir o cheiro do cigarro. Além de se alojar em todo o corpo, o odor toma conta da boca, causando o cheirinho ruim. Nesses casos, mascar chiclete não resolve, infelizmente. Os odores da fumaça inalada são soltos no momento em que a pessoa fala ou respira, causando incômodo para quem está ao lado. Além disso, o uso do cigarro misturado com a má higiene bucal pode tornar o hálito pior e extremamente desagradável. Melhor não passar por essa situação, né?
 4. Gengivas e dentes escuros
A nicotina, além de viciar, causa uma lista inacabável de problemas. "Essa substância se acumula nas superfícies dos dentes, aderindo ao esmalte e deixando uma pigmentação escura que dificilmente conseguimos retirar na escovação comum, sendo necessária a remoção pelo dentista", diz Cláudio de Sá Rêgo Fortes, Dentista. Além disso, a nicotina acaba estimulando a produção de melanina, causando manchas acastanhadas, principalmente nas gengivas e bochechas de quem fuma. O lado bom é que podem desaparecer com o rompimento desse hábito.
 5. Doenças periodontais
Sabemos que a principal causa dessas doenças é o acúmulo de placa bacteriana nas superfícies dos dentes. Esse problema pode acontecer em qualquer pessoa que não realiza uma higiene bucal adequada, mas pessoas que fumam acabam gerando mais concentração de placa do que as que não fumam. "O cigarro interfere no meio ambiente bucal com a presença de inúmeras substâncias liberadas, além do aumento da temperatura. Todas as bactérias presentes nessa placa são mais agressivas, causando formas mais graves de doença periodontal", explica o Dentista. Essa gravidade está associada à duração e quantidade de cigarros fumados durante o dia. E você sabe que doenças periodontais podem levar à perda de dentes, não é? Não deixe a situação chegar a esse extremo.
 6. Câncer Bucal
Quando falamos de cigarro é inevitável não tocar nesse assunto. Mas não podemos negar que o tabagismo está associado aos cânceres de lábio, faringe, laringe, esôfago, pulmão e, dependendo do tipo e da quantidade usada, pode ter grandes chances de desenvolver o câncer de boca. Se a pessoa deixa de fumar esse risco diminui, mas só após 10 anos sem cigarros o risco de sofrer câncer de boca passa a ser igual ao de quem nunca fumou. O profissional orienta um autoexame. "Através dele podemos identificar lesões, mudança de cor na mucosa bucal, manchas que não desaparecem, feridas que não cicatrizam em 20 ou 30 dias, inchaços, caroços ou ínguas no pescoço.".
 7. Problemas respiratórios
Quem já andou pela rua atrás de uma pessoa fumando sabe muito bem o quanto é chato. Só de respirar a fumaça por alguns segundos dá vontade de tossir. Pois é, além de prejudicar quem fuma, o cigarro também pode causar problemas respiratórios em quem está ao lado. O chamado “fumante passivo” tem 25% mais chances de desenvolver doenças cardíacas mesmo sem nunca ter fumado. Mas o problema mais agravante está no usuário de tabaco. Além de provocar falta de ar, o cigarro pode causar ronco e problemas como bronquite, enfisema pulmonar, entre outros.

As dicas para a noite do terceiro dia:

1 - Estômago muito cheio de comida enfraquece sua força de vontade. Quantidade nunca é sinônimo de qualidade.

2 - Seu jantar deve ser a refeição mais leve do dia. Coma frutas, torradas, sopas leves e iogurte.

3 - Não fique perto de quem fuma, evite assistir programas de TV que sugiram fumar e procure fazer alguma atividade manual que lhe distraia a mente e as mãos.

4 - Se houver algum resto de cigarro ou algo que o lembre (cinzeiros, maços já iniciados), jogue fora.

5 - Dê uma volta ao ar livre, respire fundo, tome um banho relaxante, friccione o corpo com uma toalha e vá cedo para cama. O sono vai ser muito melhor.

Hoje pode ser um dia crítico. Exerça sua força de vontade, a VITÓRIA está muito próxima! Não esqueça: hoje está em jogo sua saúde, sua família, seu futuro e sua honra. O cigarro pode destruir todos seus planos. Acabe antes.

Série completa:
DIA 1 - CLIQUE AQUI
DIA 2 - CLIQUE AQUI
DIA 3 - CLIQUE AQUI
DIA 4 - CLIQUE AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!