terça-feira, 11 de outubro de 2016

COMO FOI QUE PAREI DE FUMAR EM 4 DIAS – 2º dia


Minha mãe fumou desde a infância e até os 25 anos de idade. Ela não fuma há cinquenta anos. Ela tem enfisema pulmonar.

O enfisema pulmonar é uma doença respiratória grave que geralmente se desenvolve nos pulmões de quem fumou cigarro por muitos anos.

Os sinais e sintomas do enfisema pulmonar normalmente são: Dificuldade para respirar; respiração ofegante; tosse; sensação de falta de ar.

Minha mãe tem todos esses sintomas e dificuldades. Segundo minha irmã, que é Enfermeira, as doenças respiratórias são as mais tristes, pois você vê que a pessoa tá sofrendo, sem cura, sem esperança, e você não pode fazer nada.

E eu, além de não poder fazer nada, ainda estava fumando ao lado dela...

COMO FOI QUE PAREI DE FUMAR EM 4 DIAS – 2º dia
Por Airton Sousa

Fumar faz mal porque o fumo, quando queimado, produz mais de quatro mil substâncias químicas, sendo que sessenta delas são cancerígenas.


No dia seguinte, acordei normalmente, fui atrás de um cafezinho na casa da minha irmã. Em cima da mesa havia um maço de cigarros Hollywood azul; ainda estava lacrado. Automaticamente abri, tirei um cigarro, e enquanto fumava olhei as imagens na embalagem e a advertência do Ministério da Saúde: “De cada 100 pessoas que morrem de câncer na boca, 90 são fumantes.”.


A segunda noite iniciou e o tema das palestras e vídeos foi: “Como o cigarro atua nos aparelhos digestivo e respiratório.”. Foram distribuídos folhetos com as seguintes informações: 

Não é novidade para ninguém que o tabagismo está relacionado a doenças respiratórias, disfunção erétil e câncer de pulmão. Por ordem do Ministério da Saúde, as próprias embalagens de cigarro trazem esses dados. O que elas não informam é que a droga também compromete todo o aparelho digestivo.

Veja como os componentes de cigarros afetam diferentes estruturas do sistema digestivo: 
1 - Queimação: O esfíncter esofágico inferior (EEI) impede que o suco gástrico suba para o esôfago e cause o incômodo. Fumar afrouxa o EEI, provocando azia. 
2 - Pedras na vesícula: Embora esse quadro esteja associado principalmente ao consumo de alimentos gordurosos, pesquisas mostram que o fumo é fator de risco. 
3 - Doença hepática gordurosa: A droga compromete a capacidade de o fígado processar toxinas e removê-las. 
4 - Úlcera peptídica: Fumantes são propensos a ter essa ferida, e ela demora a sarar se o cigarro não for deixado de lado. Na opinião de especialistas, o fumo facilita o desenvolvimento da bactéria gástrica H.pylori. 
5 - Doença de Crohn: Inflamação crônica na parede do intestino que acarreta febre, diarreia, cólicas e perda de peso. De causa desconhecida, sabe-se que o fumo contribui para seu surgimento. 
O maior dos malefícios do consumo de fumo é o câncer de pulmão, que responde por 90% dos casos da doença. Além desse, o cigarro também pode causar câncer de boca, mau hálito, dentes amarelados, impotência sexual, gangrena em partes do corpo (diminuição da circulação do sangue), entre outras doenças.




O tratamento do câncer de pulmão é de muito sofrimento e dor, tanto para o paciente quanto para sua família, pois é um tipo de câncer que pode levar facilmente ao óbito, em razão da sua capacidade de se disseminar para outras áreas do corpo.

A médica, que estava nos acompanhando e dirigindo as palestras deu as seguintes dicas:

ANTES DE DEITAR-SE ESTA NOITE:
1- Dê uma caminhada e respire fundo;
2- Tome um relaxante banho morno;
3- Evite por completo bebidas alcoólicas e café;
4- Tome muito suco de frutas;
5- Reafirme sua decisão de deixar o cigarro repetindo várias vezes: "DECIDI NÃO FUMAR";
6- Peça a Deus ajuda para vencer e durma pensando em como sua vida vai ser melhor sem o vício de fumar. Imagine-se livre de tudo o que ele traz de mal para você e para quem você ama.

Isso, para mim, foi a coisa mais importante. Finalmente eu compreendi que precisava parar e eu tinha que parar. Eu decidi parar de fumar.

Na equipe que estava organizando essas palestras, estava também um Pastor da Igreja Adventista. E eu disse a ele:
- Eu decidi parar de fumar!

Ele me respondeu, com a mesma alegria que aquele médico que nunca me havia visto na vida:
- Hoje é um dia memorável; no futuro você vai se lembrar deste dia e vai ficar muito feliz por essa decisão. Nada mais de mau hálito, pigarros, dentes amarelados e risco de contrair câncer e doenças do coração. De hoje em diante, confiando em Deus, você estará começando uma nova vida.


Voltei para casa, havia dois cigarros no maço. Fumei os dois. Fui dormir e decidi que não iria mais comprar cigarro.

Série completa:
DIA 1 - CLIQUE AQUI
DIA 2 - CLIQUE AQUI
DIA 3 - CLIQUE AQUI
DIA 4 - CLIQUE AQUI


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!