sexta-feira, 17 de julho de 2015

O QUE O CORONEL DAVENPORT, TIAGO, SALOMÃO E ATÉ A VOZ DO POVO PODEM ENSINAR SOBRE O PRESENTE E O FUTURO

O QUE O CORONEL DAVENPORT, TIAGO, SALOMÃO E A VOZ DO POVO PODEM ENSINAR SOBRE O PRESENTE E O FUTURO
(Por Denize Vicente)

Conta-se que John Kennedy, em sua campanha presidencial de 1960, costumava encerrar seus discursos com a história do Coronel Davenport, Presidente da Câmara dos Deputados de Connecticut. Contava que num certo dia, em 1789, na cidade de Hartford o céu escureceu ao meio-dia de uma forma tão tenebrosa que as pessoas da cidade imaginaram que era o fim do mundo.

A Câmara de Vereadores de Connecticut estava em sessão e alguns parlamentares, olhando pelas janelas, também temendo que o fim do mundo houvesse chegado, pediam que se fizesse uma pausa. Interrompendo o clamor geral para que a sessão fosse adiada, Davenport se levantou e disse:
- O Dia do Juízo pode ter chegado ou não. Se a resposta for negativa, não existe motivo para o adiamento; e se for positiva, prefiro ser achado trabalhando e cumprindo minhas obrigações. Portanto, peço, por favor, que sejam trazidas as velas para iluminar o local.  

Acho que eu também gostaria de ser encontrada fazendo a minha parte e da melhor maneira... Sempre, em qualquer circunstância, a qualquer momento. Às vezes fico pensando: o que um homem é capaz de fazer quando sabe que ninguém o está vendo? Ou então: o que faria se soubesse que hoje é o último dia da sua vida? Jogaria lixo no chão? Furtaria alguma coisa de alguém? Cuidaria de um animal machucado? Doaria seus bens materiais? Trairia a confiança de um amigo? Enganaria seu marido ou sua mulher? Socorreria um ferido? Falaria palavras de amor ou desferiria palavras de ódio? Faça o seu melhor, não importa se alguém está vendo, se hoje é o último dia da sua vida, ou se parece que é o fim do mundo.
Tiago, irmão de Jesus Cristo, escreveu a respeito de grandes planos pessoais para o futuro:
Agora escutem, vocês que dizem: “Hoje ou amanhã iremos a tal cidade e ali ficaremos um ano fazendo negócios e ganhando muito dinheiro!” 
Vocês não sabem como será a sua vida amanhã, pois vocês são como uma neblina passageira, que aparece por algum tempo e logo depois desaparece. 
O que vocês deveriam dizer é isto: “Se Deus quiser, estaremos vivos e faremos isto ou aquilo.” 
Continuemos com o nosso trabalho, e fazendo-o bem feito, independentemente das circunstâncias, como disse o Coronel. Nós não sabemos se haverá vida amanhã - grande verdade! -, mas isso não implica deixar de fazer o nosso melhor HOJE. “O amanhã a Deus pertence”, reza o ditado popular - nada mais real! - e se Ele quiser, amanhã estaremos vivos e novamente faremos o nosso melhor. Salomão, o homem mais sábio do mundo, certa vez disse assim, num discurso: “Você conhece alguém que faz bem o seu trabalho? Saiba que ele é melhor do que a maioria e merece estar na companhia de reis.” 2.
O Coronel Davenport, Tiago, Salomão e a cultura popular nos dão uma lição em comum: vivamos bem vivido o dia de hoje, não importa se ele será ou não o último da nossa vida - isso significa vivê-lo de maneira digna, honesta e produtiva. 

Faça o seu melhor na sua vida. Hoje. E amanhã, se estivermos aqui, façamos tudo bem feitinho, de novo.
----------------------------------------
Referência:
1- Tiago 4:13-15 (Bíblia - Nova Tradução na Linguagem de Hoje)
2- Provérbios 22:29 (NTLH)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!