quinta-feira, 23 de julho de 2015

CÓDIGO DA VIDA

CÓDIGO DA VIDA
(Por Carina Baptista)

Oi pessoal, tudo bem com vocês??

Como eu disse no texto da semana passada, estou fazendo autoescola. Quando fiz minha matrícula, recebi uma apostila com as matérias que caem na prova de trinta questões do DETRAN. Minha primeira aula foi de legislação - fui apresentada ao CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Conheci as leis, decretos e resoluções. O Código de Trânsito é constituído por 341 artigos, 20 capítulos e 2 anexos.

Enquanto a professora falava os artigos, fiquei pensando: como pode haver tanto acidente de trânsito? Está tudo escrito, à disposição... por que as pessoas não obedecem, por que não cumprem o que elas aprenderam? Quantas vidas seriam poupadas, quantas famílias ainda teriam seus queridos por perto?! 

Isso me alertou para algo semelhante que acontece com a Bíblia. Temos fácil acesso a ela, mas, ou não a estudamos, ou simplesmente não aplicamos, na nossa vida, aquilo que aprendemos. Nas aulas de “direção defensiva” aprendemos a dirigir pela vida dos demais motoristas, pedestres, ciclistas e pela nossa. Existem três palavras que costumamos ouvir bastante dos telejornais: imprudência, negligência e imperícia. 

Na direção, imprudência é a ação praticada com ciência de se estar infringindo o CTB - por exemplo, todo mundo sabe que não podemos avançar o sinal vermelho; quando fazemos isso, estamos sendo imprudentes. A negligência tem uma relação maior com os equipamentos do veículo - se o condutor não se atenta às boas condições dos componentes do carro, assim como dos seus acessórios, como por exemplo o extintor, está sendo negligente.  E a imperícia é quando você faz algo errado por falta de conhecimento - por exemplo provocar um acidente por não saber de quem é a preferência na via.

Assim como muitas pessoas fazem com o CTB, fazemos com a Bíblia. Somos imprudentes quando desrespeitamos algum dos mandamentos ou conselhos que ela nos traz; negligentes, quando não a portamos, não cuidamos do nosso corpo ou o deixamos em más condições; e, imperitos, quando não a lemos e desconhecemos as maravilhas que ela tem a nos ensinar. Precisamos não apenas ler, mas sim estudar a Bíblia. Quando não respeitamos as leis de trânsito estamos colocando nossa vida aqui na terra em risco, mas quando desrespeitamos os ensinos bíblicos, que são divinos, estamos pondo em risco nossa salvação. 

Pense nisto!

Um beijo e até semana que vem!

Um comentário:

Participe também, comentando!