sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

CONCLUSÕES DE UM SÁBIO - TRADUÇÃO LIVRE


CONCLUSÕES DE UM SÁBIO - TRADUÇÃO LIVRE
Por Denize Vicente

O ano começou, janeiro passou, fevereiro rolando, chegando o Carnaval, e eu pensando comigo: “Vamos! Vou experimentar a alegria! Descobrir as coisas boas da vida!”.

Aquela retrospectiva de final de ano sempre nos leva a conclusões. E na minha opinião não há nada, neste mundo, que a gente possa dizer que, realmente, vale a pena... Acompanhe o meu raciocínio:

Eu poderia experimentar muitas coisas para tirar lições de sabedoria dessas experiências. Poderia me divertir, rir de tudo, o tempo todo, ser extravagante, cair na farra (a única alegria que muitos homens têm na vida)... e ainda me perguntaria: será que isso valeria a pena nos poucos anos que a gente tem pra viver?

Eu poderia encarar grandes projetos políticos, sociais ou religiosos, comprar imóveis e fazendas, plantar árvores, fazer jardins e pomares, construir reservatórios de água preocupando-me com a sustentabilidade e com a ecologia, ter bons empregados e tratá-los bem, comprar muitas cabeças de gado...

Fazer aplicações financeiras seguras, moderadas e, quem sabe, até agressivas, investir no tesouro direto, comprar ouro...

Ter uma festa de aniversário com os melhores cantores e cantoras, e pessoas lindas, cheirosas e bem vestidas...

Ter um pouco de poder e certa fama...

Eu poderia desenvolver os meios certos de ter aquilo que os meus olhos desejaram e não recusar ao meu coração os prazeres que ele almejou...

Ter alegria com o resultado do meu trabalho – acho que, na verdade, é a melhor recompensa por todo o meu esforço...

Pois ainda que eu tivesse feito tudo isso, na ideia de aproveitar a vida ao máximo, a sabedoria me levaria a concluir, inevitavelmente: é tudo inútil; é correr atrás do vento.

Isso mesmo. Tudo o que se faz nesta vida é inútil... A gente trabalha e nem à noite a mente descansa suficientemente. É um trabalho pesado... Também é como correr atrás do vento.

Ser sábio é bom. Não tenho dúvida. E a sabedoria, que é uma coisa bem importante, é muito melhor do que a loucura e a insensatez, assim como a luz é melhor do que o breu. Mas, vamos admitir, a pessoa pode ser sábia o bastante para que seus olhos enxerguem mesmo na escuridão, e ainda assim ter o mesmo destino do insensato, que não vê um palmo adiante de seu nariz porque sua vida é uma treva. E qual é esse destino? Eu lhe pergunto: qual deles será lembrado para sempre? Nem um nem outro serão inesquecíveis... Um dia, mais cedo ou mais tarde, os dois serão esquecidos. Então, até mesmo a sabedoria, neste mundo, não vale muita coisa.

De verdade? Para o homem não existe nada melhor do que comer, beber e encontrar prazer em seu trabalho. Porque é o jeito de fazer bom uso dos presentes que recebeu de Deus. E porque ninguém neste mundo pode se alegrar ou se alimentar sem Ele. São prazeres que vêm de Deus.

Cheguei à conclusão de que, nesta vida, há dois grupos de pessoas: as que agradam a Deus e as que não fazem isso; e Deus recompensa com sabedoria, conhecimento e felicidade aquelas que O agradam; quanto às outras, Ele as encarrega de ajuntar e armazenar riquezas para entregá-las aos justos, um dia. Taí de novo a lembrança de como certas coisas, na vida, são tão inúteis como correr atrás do vento como um bobo...

Por fim, em síntese, eu lhe diria que comer e beber bem, viver com resiliência, aceitar o seu lugar no mundo, aproveitar tudo o que conseguir como fruto do seu trabalho enquanto Deus permite que você tenha vida, usufruir da saúde que recebe e de todas as outras riquezas que Deus lhe deu de presente, são coisas que você deve fazer. E quem fizer assim nunca vai precisar olhar para trás, arrependido da vida. Saberá que Deus lhe deu alegrias. Porque é para isso que o homem existe. E depois de morto ele não poderá voltar ao mundo a fim de aproveitar as coisas que ainda vão acontecer.

Existem muitas opiniões sobre todas essas coisas, mas a minha conclusão é a seguinte: em tudo o que você fizer, respeite a Deus. Porque cada um de nós vai prestar contas a Ele daquilo que faz na frente de todos e até do que faz escondido, seja bom ou mal. Respeite a Deus. Em tudo.

_____________________

Referências:
Eclesiastes 2, 3:22, 5:18-20 e 12:14 - Bíblia

4 comentários:

  1. Muito bom!! Que Deus nos dê sabedoria para agirmos conforme Sua vontade e que saibamos ser gratos. "Em tudo dai graças".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabedoria. Respeito a Deus.
      ��

      Excluir
  2. Muito bom mesmo. Fez muito bem para mim!! :) Que não sejamos insensatos!

    ResponderExcluir

Participe também, comentando!