segunda-feira, 15 de junho de 2015

CONHECER ALGUÉM

CONHECER ALGUÉM
(Por Sérgio Mafra)

Eu gostaria de iniciar nossa conversa de hoje com uma pergunta: quanto tempo leva para que você possa dizer que realmente conhece alguém? Quem sabe sua resposta seja que só se conhece alguém depois de muitos anos de convivência e, assim sendo, talvez você me diga que seus pais são pessoas que você conhece bem - afinal, está com eles a vida toda. Outras pessoas poderiam dizer que conhecem bem seu cônjuge, seus filhos ou um amigo de infância. A verdade é que, geralmente, medimos o conhecer bem alguém pelo tempo de convivência com essa pessoa.

Minha indagação de hoje se justifica, pois nós temos vivido uma realidade em que conhecemos cada vez menos as pessoas. A solidão, a internet, os jogos e a tecnologia, de maneira geral, são elementos que contribuem para que as pessoas criem um verdadeiro mundo paralelo que não é construído, pasmem!, com outros seres humanos; é construído com base em uma realidade à parte. Você pode estar no quarto ao lado do seu filho ou dividindo a cama com seu cônjuge e mesmo assim não saber quem ele é. Você pode conviver com seus pais desde que nasceu e, mesmo assim, em dado momento, se deparar com verdadeiros estranhos.

As pessoas estão se fechando em si mesmas e se isolando cada vez mais. Para a decepção de muitos, quando se dão conta, os lares já estão desfeitos, os filhos já se foram e o relacionamento com pais e amigos inexiste.

Precisamos investir nas relações de qualidade. Conhecer alguém requer mais do que tempo e disposição, mais do que dormir na mesma cama ou dividir uma casa. Conhecer alguém requer amor, abnegação, bondade e entrega. Vamos, durante esta semana, pensar em quem precisamos realmente conhecer e o que temos que fazer pra uma aproximação efetiva. Além disso, reflita um pouco no tempo que você está investindo para conhecer Aquele que pode fazer toda diferença na sua vida. Aquele a quem Davi se dirigiu dizendo: “Senhor, tu me sondas e me conheces. Sabes quando me sento e quando me levanto; de longe percebes os meus pensamentos. Sabes muito bem quando trabalho e quando descanso; todos os meus caminhos te são bem conhecidos. Antes mesmo que a palavra me chegue à língua, tu já a conheces inteiramente, Senhor. Tu me cercas, por trás e pela frente, e pões a tua mão sobre mim. Tal conhecimento é maravilhoso demais e está além do meu alcance, é tão elevado que não o posso atingir”. (Salmos 139:1-6)  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!