terça-feira, 11 de julho de 2017

CRENÇAS - 14



CRENÇAS - 14
Airton Sousa - Direto de Florianópolis Paciência – Rio

Li a história de um cientista polonês que estava estudando a pulga. Isso. Uma pulga. Tirou uma perninha da pulga, a pulga pulou. Tirou a segunda perninha, ela pulou novamente e foi tirando uma por uma; quando chegou a penúltima perninha, ela ainda deu um pulo com muita dificuldade, mas quando tirou a última, ele falou: “Pula, pulga.”. E nada aconteceu. Gritou: “Pula pulga!”, mas a pulga nem se mexeu. Com isso, ele concluiu que ao tirar todas as pernas de uma pulga, ela fica surda.

Muito engraçado, isso, mas vamos em frente. Já estamos na crença de número 14. Exatamente na metade desta série.

A igreja é um corpo com muitos membros, chamados de todas as nações, línguas e povos. Mesmo que sejamos diferentes, de culturas distintas, mesmo que entre nós estejam grandes e pequenos, homens e mulheres, pobres e ricos, somos todos iguais perante Deus. Pelo Seu amor fomos unidos em uma sociedade com Ele.


Apesar de nossas diferenças, Deus nos adotou como filhos e nos tornou únicos.

O Espírito Santo derruba todas as barreiras que venham atrapalhar essa unidade. Teremos nossas diferenças, de temperamento, gostos, hábitos, habilidades e estilos de vida. Mas podemos estar unidos e juntos em uma missão.

Efésios 4:4-6 enfatiza sete pontos fundamentais nessa unidade do corpo de Cristo:

1.    Há um só corpo
2.    Há um só espírito
3.    Uma só esperança
4.    Um só Senhor
5.    Uma só fé
6.    Um só batismo
7.    Um só Deus e Pai de todos.

Jesus orou para que seus seguidores fossem um. “Para que todos sejam um, Pai, como tu estás em mim e eu em ti. Que eles também estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.” (João 17:21)


Não há vida nem crescimento espiritual fora de Jesus Cristo. Ele é a fonte da vida. A pedra de esquina, a pedra fundamental que sustenta todas as outras pedras do edifício. Ele venceu a morte e ressuscitou dentre os mortos para nossa justificação, salvação e união. Não estamos seguindo um Cristo que está morto, mas um Cristo que esteve morto e agora está vivo, para sempre. Como se diz em Inglês: “Forever!!!” (gosto muito dessa palavra, e poder encaixá-la aqui é emocionante!!). Cristo é a força que move o corpo. Ele é a pedra fundamental dessa igreja.

Cada pessoa que se converte a Cristo e se torna membro desse corpo passa a ser uma pedra viva dessa construção. Jesus está edificando Sua igreja. Deus está chamando a todos que foram comprados com o sangue de Cristo para formarem um povo exclusivamente Seu.

Eu creio nisso e agradeço a Deus por esse amor altruísta. Minha oração hoje, no final deste texto, é para pedir a Deus que nos ensine a amar, e tratar os outros melhor do que eu a mim mesmo. Ser gentil, bondoso, paciente, amigão de todos, em casa, no trabalho e com os meus irmãos de fé.

Dê-me da Sua Graça, para tratar a todos como Seus filhos e membros da mesma família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!