sábado, 1 de julho de 2017

CONTINUE


CONTINUE
Jackson Valoni – Angra dos Reis/RJ

Dia desses me convidaram para levar uma mensagem para a minha igreja. Estava rolando uma semana inteira de cultos voltados para as famílias, e eu fui uma das pessoas convidadas para falar naquela semana. E o meu assunto era o nascimento de Jesus.

É engraçado que Jesus seja chamado Jesus de Nazaré sendo que Ele nasceu em Belém. Pra ser mais exato, “Belém Efrata”. Miqueias 5:2

Quando Jesus estava prestes a nascer, um tal Cesar Augusto fez um decreto ordenando a contagem de todo mundo (Lucas 2:1). Um IBGE da época. Essa contagem servia para atualizar as pessoas que pagariam impostos e para saberem quem estava apto ao serviço militar. José e Maria, pais de Jesus, que moravam em Nazaré – daí o nome Jesus de Nazaré – tiveram que ir até Belém para essa contagem. Belém era a terra dos pais de José, por isso eles foram até lá.

Só que a distância de Nazaré até Belém é gigante. Olha o mapa aqui embaixo! Dá uma distância de 150km, aproximadamente.

As setas em vermelho do lado esquerdo do mapa
facilitam a identificação de Nazaré e Belém.

Pobre Maria! 9 meses de gestação e ainda tendo que se sujeitar a viajar no lombo de algum bicho porque o camarada Cesar Augusto decretou a contagem da população.

Maria não foi ver o Mickey, não foi se divertir, não estava disposta fisicamente, tampouco economicamente. Nada contribuía, mas ela foi.

“Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho...” Gálatas 4:4

Improvisaram um cantinho pra Jesus logo assim que Ele nasceu. Pouco tempo depois, Seus pais encontraram uma casa para passar aqueles curtos dias em Belém. Alguns homens de muito longe foram ao encontro de Jesus guiados por uma estrela no céu, e trouxeram presentes com grande alegria.

Os presentes serviram para custear outra grande viagem, dessa vez ao Egito. E ali Jesus viveu por algum tempo até ser levado de volta a Nazaré por seus pais.


Maria fez viagens nada agradáveis. Na iminência de ter um bebê, viajou 150km. Quando Herodes decretou a morte de todas as crianças abaixo de 2 anos (Mateus 2:16-18), José e Maria fugiram para o Egito com o recém-nascido Jesus.

Quanta angústia essa mulher deve ter passado, e ainda depois, ao ver seu Filho numa cruz, tornando-se um “espetáculo ao mundo”. I Coríntios 4:9

Histórias como a de Maria me motivam a desfazer qualquer obstáculo que impeça minha relação com o meu Deus. Sei que Ele tem um monte de coisa pra me mostrar, mas também sei que cada destino está em Suas mãos. Eu preciso confiar.

Na “plenitude dos tempos” (Gálatas 4:4), em “tempo oportuno” (I Pedro 5:6), Ele dirá o que quer de mim.

Você tem que ouvi-lo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!