sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

DESENHANDO O CAMINHO


DESENHANDO O CAMINHO
Denize Vicente – Rio de Janeiro – Cidade Maravilhosa

"O que não escrevi, calou-me.
O que não fiz, partiu-me.
O que não senti, doeu-se.
O que não vivi, morreu-se.
O que adiei, adeus-se." *

E aí? Qual foi a última vez, depois do dia 31 de dezembro do ano passado, que você fez um balanço da sua vida e pensou nas coisas que não fez, que não sentiu, não viveu, nas coisas que adiou... e que se perderam, por isso?

“Reflexivo” é um poema de Affonso Romano de Sant'Anna que está no post de hoje pra nos lembrar de que já se passaram 40 dias do novo ano. Um poema para não nos deixar esquecer que há coisas que precisam ser feitas, sentidas, vividas e não adiadas. Porque a vida está aí, em nossas mãos, e depois que a gente morre, meu amigo... não tem atividade nem planejamento (Provérbios 9:10).


Na boa, como vai sua saúde (seus hábitos de vida, sua qualidade de vida, a sensação de felicidade)? Financeiramente, como vão as coisas? E as relações interpessoais (amigos, amores, família)? O que você teria pra dizer sobre o seu propósito de vida – sua missão e o legado que vai deixar? 

Eu não sei qual é o aspecto da sua vida que mais está precisando de ajuste e equilíbrio; não sei mesmo, a não ser que você seja um dos leitores que além de visitar a gente aqui no blog visita a minha casa, me liga, ri, chora e conversa comigo, troca ideias e confissões. Mas se não é esse o caso, eu não faço a menor ideia de qual área, na sua vida, está precisando de arrumação... 

Não dá pra cuidar de tudo ao mesmo tempo, acertar tudo de uma vez, mas dá pra pensar em uma área, pelo menos uma, e começar por ela. Escolha, então. Escolha, acerte o foco, e pense numa “ação direta”, numa pequena atitude que você possa tomar hoje, ainda, com o objetivo de alcançar a plenitude nessa área. 


Não se assuste... Só uma pequena atitude. Porque até mesmo os maratonistas, que vão correr aquele chão todo, começam com um primeiro passo; e não tem nada de dar um passo maior que a perna, já reparou? Então, sem medo e sem sustos, escolha a área, defina o primeiro passo, anote na sua agenda a hora (de hoje) em que vai agir, chame isso de “plano de ação”, “planejamento”, “roteiro”, “compromisso”, o nome que quiser, mas mantenha o foco e a responsabilidade de continuar desenhando o caminho que você vai seguir. Sem vacilo. Levando a sério. Diz-se por aí que “o começo é só por si a metade da obra”. Já pensou nisso?

Assim que estiver alcançando resultados, celebre, comemore. Cada pequena vitória deve ser motivo de grande festa. E continue desenhando, por outras áreas.



Salomão, o homem mais sábio do mundo, disse que se você cuidar bem da sua figueira terá figos para comer (Provérbios 27:18), e a gente sabe que ele não estava falando só de plantar figo e comer figo. Salomão disse também que se você gastar o seu tempo dormindo, acabará pobre (Provérbios 20:13), e que o diligente, o cara que se esforça... conquista aquilo que deseja (Provérbios 13:4). E a Palavra de Deus (que inspirou Salomão) não falha. 

Já se passaram pelo menos 40 dias desde aquele em que a maioria das pessoas fez planos para o ano novo. Parabéns pra você, se as mudanças aí já começaram a acontecer. Mas se nada mudou de lugar, até agora, é tempo de escrever, fazer, sentir, viver e não mais adiar.

"O que não escrevi, calou-me.
O que não fiz, partiu-me.
O que não senti, doeu-se.
O que não vivi, morreu-se.
O que adiei, adeus-se."


___________________________

Referência:

“Reflexivo” - poema de Affonso Romano de Sant’Anna, recitado por Tônia Carrero no CD "Affonso Romano de Sant'Anna por Tônia Carrero", da Coleção "Poesia Falada".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!