sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

CONTROLE DE QUALIDADE

 
CONTROLE DE QUALIDADE
Denize Vicente - Cidade Maravilhosa  Rio de Janeiro

Todo bem de consumo (produtos e serviços) antes de estar disponível para o consumidor passa por um controle de qualidade. Essa “qualidade” tem a ver com vários fatores – seu desempenho, suas características acessórias, a aparência, a confiabilidade, a sua durabilidade... para citar apenas alguns. A qualidade é medida também por aquele “pós-venda”, o momento tenso em que o consumidor percebe uma falha ou um defeito no produto e precisa notar que a reparação será feita no menor tempo possível, com o melhor atendimento e de maneira eficaz.

Os fabricantes, os empreendedores, os comerciantes, sabem que oferecer produtos e serviços de qualidade é essencial para a sobrevivência de qualquer empresa e a preocupação com o nível da qualidade é fundamental para o seu sucesso. Além disso, eles não estacionam. Estão, geralmente, procurando o aperfeiçoamento.


Um dia desses você saiu da barriga da mamãe como o melhor “produto” que ela poderia apresentar à sociedade. Você veio com alguns itens de fábrica que, com o tempo, foram apresentando falhas e defeitos que alteraram seu desempenho.

Agora pense em você e nesse lance de características acessórias, aparência, confiabilidade, durabilidade, tempo de reparo, atendimento, soluções eficazes... Você, "esperto da mente", já entendeu sobre o que estamos falando...

Tem uma palavrinha muito usada nos tribunais como pronome de tratamento, mas que é também um substantivo. Ela vem do latim excellentia e traduz a qualidade do que é excelente, "grau elevado de perfeição, de bondade”.

Você foi escolhido por Deus para ser um exemplo de padrão de qualidade e excelência*, neste mundo. Sério. Tô falando serinho com você! O padrão de qualidade esperado por Deus não permite nada menos que o seu melhor. Sim. A sua melhor versão de você mesmo, sem mediocridade, sem relaxamento, sem negligência nem displicência, sem esse lance de “o básico”, “o normalzinho”, “o arroz com feijão”.  

 
Você precisa descobrir suas “funcionalidades”, seu propósito de vida, sua missão. Descobrir “para que” Deus colocou você neste planeta, e “para que” você está onde está.

Depois de descobrir, precisa estabelecer um padrão de excelência para tudo o que você faz no seu trabalho, na sua rua, na sua igreja, na sua comunidade, na sua casa, para todos os serviços.


Segundo Lee Strobel, a excelência não é “um perfeccionismo neurótico”, mas, simplesmente, fazer o melhor que pudermos com o que temos ao nosso alcance.

Bill Hybels diz que “a excelência honra a Deus e inspira as pessoas". 

Ah, fala sério... não é lindo isso? Honrar a Deus... Inspirar pessoas... Por isso e para isso eu vivo.


___________________________________

Referências:

* "excelência", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa - 2008-2013 – Disponível em: https://www.priberam.pt/dlpo/excel%C3%AAncia  - acessado em 12.02.2017.

* STROBEL, Lee. Disponível em: Attractive Excellence for the Unchurched – acessado em 12.02.2017.

* HYBELES, Bill. Axiomas: Máximas da Liderança Corajosa. 1 ed. São Paulo: Vida Nova. 2009

3 comentários:

Participe também, comentando!