terça-feira, 13 de junho de 2017

CRENÇAS - 10

CRENÇAS - 10
Airton Sousa - Direto de Florianópolis Paciência

E hoje vamos falar de mais uma crença. Esta é dez! E trata de salvação.

Você talvez pense que esse assunto é óbvio e que não há necessidade de pertencer a uma lista de crenças. Talvez seja óbvio para alguns. Para outros, nem tanto, pois alguns acreditam que já nascemos predestinados à salvação ou à perdição eterna. Há outros que acham que a salvação é alcançada por intermédio de santos, ou de sacrifícios humanos; tem amigo meu que acredita que é necessário encarnar e reencarnar várias vezes até chegar à salvação. Enfim há muitas correntes de pensamentos sobre a salvação, mas aqui estamos tratando de crenças baseadas na Bíblia. E a Bíblia diz que salvação só existe por meio de Jesus Cristo.


"E não há salvação em nenhum outro; porque debaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (atos 4:12)

Há muito tempo Jesus fez algo maior por você: Ele deixou Sua glória no céu e veio ao mundo como humilde criancinha, para viver sem pecado, mostrar o amor de Deus e contar sobre o plano da salvação idealizado antes da fundação do mundo. Conforme nós já vimos nos textos anteriores desta série.

Estou lendo um livro, “A História da Redenção”, sensacional, empolgante, emocionante, até, e quando trata de salvação o livro diz o seguinte: “A transgressão do homem era tão grande que a vida de um anjo não pagaria essa dívida. Nada a não ser a morte e intercessão de Jesus Cristo pagaria essa dívida, e salvaria o homem perdido da tristeza e miséria sem esperanças!” (Editora CPB, pág. 45).

Não dava para procurar uma brecha no regulamento, não dava para alterar ou mudar a lei para salvar o homem perdido. “Portanto Ele consentiu em que Seu amado Filho morresse pela transgressão do homem.” (idem)


A salvação é para todos, pois todos somos pecadores. A cruz é o símbolo da nossa crença. É a intercessão. Foi ali que Deus perdoou Seus filhos, sem abrir mão dos seus padrões. “Seu desenho não poderia ser mais simples. Um traço horizontal, outro vertical. Um na diagonal, como o amor de Deus. O outro na vertical, para cima, como a santidade de Deus. Um traço representa a dimensão do seu amor; o outro reflete a altura da sua santidade.” (“Ele escolheu os cravos” – Editora CPAD pág. 106).

Assim, todos estamos cobertos por esse amor sem limites.
Ou seja, está tudo resolvido!
Não me pergunte, eu não sei responder isso. Eu sei que é assim. “Nenhuma condenação há para os que estão em Cristo.”. (Romanos 8:1).


“Nisto está o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que Ele nos amou e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos pecados” (João 4:10)

E eu acho isso incrível e acho também que passarei a eternidade tentando entender isso.

Antes de encerrar esse tema, eu preciso dizer uma coisa a você: para que você possa viver eternamente foi necessário que Cristo voltasse a viver. A ressurreição dEle garantiu a sua salvação. A salvação é de graça. Você só precisa aceitar e receber.

Alguns amigos me perguntam como a Bíblia descreve a experiência da salvação. A resposta está em Atos 2:38: “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados e recebereis o dom do Espirito Santo.”. E tem mais: “Aquele que não conheceu pecado; ele o fez pecado por nós; para que nele fossemos feitos justiça de Deus.” (II Coríntios 5:21). Isso significa que, em Cristo, o pecador além de perdoado, é declarado justo.

Remova do seu caminho tudo aquilo que impede você de alcançar e viver a experiencia da salvação. Lembre-se sempre que seu nome está na lista do amor de Deus e do lado do seu nome há uma marca de sangue.


Ele ama você!
Creia nEle.
Aceite-O como seu único Salvador.
Abra a porta do seu coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!