quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

PODERES SOBRENATURAIS

PODERES SOBRENATURAIS
Por João Octávio Barbosa

Se você já estava vivo (e consciente disso) em 1999, deve se lembrar de um nome que foi citado ao longo de todo o ano. “Nostradamus” - figura mítica do século XVI, que de alguma forma fez muitas previsões para os anos vindouros, das quais, a mais relevante para a época, era que o fim do mundo estava às portas.


“Você acredita que o mundo vai acabar este ano?” era o tema de muitos programas sensacionalistas, em 1999. Bom, não acabou, né? Nostradamus, que hoje faria aniversário, não foi o primeiro a fazer previsões furadas. Os Maias erraram sobre 2012 (falarei mais sobre isso semana que vem), muitos cristãos erraram sobre o ano de 999 também, entre outros. Falsos profetas e pessoas que julgavam ter poderes sobrenaturais são uma tendência desde sempre.

O personagem central da coluna de hoje é um desses. Você está convidado a viajar comigo pelos próximos 8 parágrafos para conhecer Elimas (ou “Barjesus”, codinome), embora já possa descobrir tudo com antecedência lendo Atos 13:4-12, nesse link ou numa Bíblia em sua casa.


O apóstolo Paulo viajou ao redor de quase todo o mundo conhecido de sua época pregando sobre Jesus. Ele fez isso por décadas, indo e voltando, construindo e aconselhando igrejas. Mas foi logo na sua primeira viagem, sem nenhuma experiência anterior, que ele se deparou com Elimas.

Estava ele com seu companheiro missionário Barnabé quando chegaram à Ilha de Chipre, cuja bandeira atual está na imagem abaixo. Ao longo de suas palestras sobre Jesus e sobre como podemos ser salvos por Ele, a dupla chamou a atenção do líder da ilha: Sérgio Paulo. Acontece que esse homem poderoso tinha um papagaio de pirata que não gostou nada da ideia de ver seu mecenas se encantando com outros doutrinadores.


Elimas, sabendo que sua falsa profecia e magia obscura não iam ser mais admiradas pelo Governador Sérgio Paulo, caso ele se convertesse a Jesus por Paulo e Barnabé, procurou afastá-lo das palavras da dupla.

Paulo não tem alternativa além de pedir a Deus uma advertência séria a Elimas, que, nesse instante, fica temporariamente cego. Agora o homem que influenciava o Governador de toda a ilha, era dependente de qualquer um que o ajudasse a simplesmente andar para frente. Sérgio Paulo ficou impactado com o poder sobrenatural de Deus manifestado pelas palavras dos apóstolos, e converteu-se a Jesus na hora.


O trecho bíblico não aborda, mas com certeza muitos outros na ilha também se entregaram a Jesus depois desse episódio, seja pela forma miraculosa de Deus mostrar quem estava do lado certo e do lado errado da história, ou pela influência da escolha religiosa do líder político da Ilha de Chipre.

Talvez, por que não pensar assim, Elimas mesmo possa ter recuperado a visão não apenas física, mas também espiritual, depois da repreensão de Paulo que lhe causou a cegueira, e também possa ter caminhado nos passos do Senhor.

A despeito dos interesses econômicos, políticos, sociais, de tudo que possamos achar ter quando estamos longe de Jesus, nada disso realmente vale a pena. Elimas já era cego antes de ser cego, e todos nós podemos ser também, se não olharmos para cima e enxergamos o brilho de Jesus.


Que todos os dias possamos renovar nossa dependência de Deus.


Não peço que concordem, espero que reflitam!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!