sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

PENSANDO BEM

PENSANDO BEM
Por Denize Vicente
 
E a vontade de quem me enviou é esta: que nenhum daqueles que o Pai me deu se perca, mas que eu ressuscite todos no último dia. Pois a vontade do meu Pai é que todos os que veem o Filho e creem nele tenham a vida eterna; e no último dia eu os ressuscitarei.” (João 6:39-40)
 
Eu queria muito escrever um texto sobre tudo o que ocorreu esta semana. Não apenas sobre o acidente que vitimou dezenas de pessoas, na Colômbia, mas também, e particularmente, sobre o impacto dessa tragédia na vida de todos nós. Queria falar sobre sonhos e realidade, dor e esperança, sobre destroços e flores, solidariedade, respeito... Esse triste evento do dia 27 de novembro se estendeu, em imagens, sofrimento, compaixão, abraços e lágrimas, por todos os dias que se seguiram até agora, e será assim, ainda, por algum tempo.

Eu gostaria de escrever um texto sobre todas essas coisas, mas não me sinto capaz. Não tenho condições. Estou vivendo o luto com todas aquelas famílias, e vivendo também a emoção de fazer parte de um mundo onde pessoas que nunca se viram, que não se conhecem, que nos estádios são “rivais” porque sem isso não há futebol, que nunca pisaram no Brasil, nem sequer sabem onde fica Chapecó... unem-se para chorar a morte de jovens sonhadores, jornalistas estrangeiros, profissionais do esporte e comissários de bordo, com uma sensibilidade que a gente achou que já não existia mais nas pessoas.

Sem capacidade e sem condições de registrar aqui, neste momento, tudo o que penso e o que sinto, a coluna de hoje vai se resumir ao seu próprio título. “Pensando Bem”.

Sem mais palavras, sem qualquer sugestão de lições que você pode tirar disso tudo, meu texto de hoje não terá sequer imagens; mas um profundo e respeitoso silêncio.

Pense bem.

4 comentários:

  1. Nossa! Lindo esse texto. Eu queria escrever assim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita ao blog. Que nossos textos continuem encontrando e tocando corações sensíveis como o seu.

      Excluir
  2. Realmente não há clima.

    ResponderExcluir

Participe também, comentando!