sábado, 19 de novembro de 2016

FALAR É FÁCIL. DESACREDITAR TAMBÉM.


FALAR É FÁCIL. DESACREDITAR TAMBÉM. 
Por Jackson Valoni

Num bate papo bastante informal com um amigo, ouvi que Deus salvaria determinada pessoa porque ela era boa. A pessoa em questão era boa porque ajudava muitas pessoas, e tinha muitos amigos; tinha seus defeitos, mas, quem não os tem? Eu poderia até detalhar os pormenores dos defeitos dessa pessoa, mas o foco aqui não é esse.

Lendo a história bíblica de Jó, percebi que até mesmo as pessoas "boas" sofrem, ainda que não haja nenhuma razão aparente. Jó era um pai de 10 filhos, marido fiel e dono de muitas posses. Um dia, do nada, ele perdeu tudo. Mesmo sendo "homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal." Jó 1:1


Por que coisas ruins acontecem com pessoas boas? E por que coisas boas acontecem com pessoas ruins? Cadê a justiça de Deus nessas horas? Sabe o que é mais estranho nessa história de Jó? Foi Deus quem mostrou Jó para Satanás (Jó 1:8). À primeira vista, você poderia pensar que se Deus tivesse ficado quietinho o pobre coitado do Jó não teria sido tão maltratado.


Mas esse homem mostrou algo que Satanás tenta deturpar: não adoramos a Deus por obrigação. Ainda que nossa família e amigos nos abandonem, ainda que nossos bens acabem, estar ao lado de Deus terá a sua recompensa.

Falar (escrever) é fácil. Desacreditar também.

A vida de Jó declara que Deus se importa com a raça humana. Se assim não fosse, a vida de Jó não seria tema de uma reunião celestial, liderada pelo próprio Deus. Mas a vida desse homem declara, principalmente, que nossas dores são observadas, ainda que não entendamos o que está acontecendo conosco. Há um porquê. Jó 42:10-12

"Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor." I Coríntios 4:5



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!