sábado, 26 de setembro de 2015

TÍTULO

TÍTULO
(Por Jackson Valoni)

Enquanto perambulava pelos corredores das Lojas Americanas, reparei que, na seção dos livros, Dr. Jivago estava posicionado ao lado de revistinhas de palavras cruzadas e Sudoku. Sabe aquelas coisas que têm certo grau de relevância no mundo, mas que nós não fazemos a menor ideia do que se trata ou como funcionam? Tipo a alta do dólar; a consequência de um impeachment no Brasil; o papel da ONU; por que o quadro-negro é branco; por que Chapeuzinho Vermelho não percebeu logo de cara que era o Lobo Mau ali na cama da Vovozinha...

É a minha situação com Dr. Jivago. Esse livro foi crucial para que seu autor, Boris Pasternak, fosse ganhador do Prêmio Nobel de Literatura em 1958. Embora eu não saiba absolutamente nada sobre a história desse livro, colocá-lo ao lado de almanaques de passatempo é um desrespeito, no mínimo.

Sou daqueles que julga o que está na capa. Uma imagem chamativa acompanhada de uma frase que provoque a curiosidade é o passo inicial para atrair a minha atenção. Ultimamente, tenho me permitido ser “abduzido” pelo tabloide ambulante, repleto de manchetes, no qual o Facebook se tornou. Mas, como diria Paula Toller, naquela música do Kid Abelha, “eu sei de quase tudo um pouco e quase tudo mal”.

Todos têm o desejo de que suas histórias de vida sejam formadas por cenas de superação frente às lutas, de determinação para alcançar as metas, de perdas superadas e transformadas em combustível para enfrentar o que ainda está por vir.

A vida vai além de títulos, diplomas e posses. Um best-seller pode durar uma temporada e depois sair de moda. Diplomas podem se tornar ultrapassados e dinheiro não compra felicidade, mesmo.

A Bíblia intitula os filhos de Deus das mais diversas formas: sal da terra (Mateus 5:13), luz do mundo (Mateus 5:14), pescador de homens (Mateus 4:19), boa semente (Mateus 13:38), embaixador de Cristo (II Coríntios 5:20)...

Qual título você deseja pra si? A forma como você leva a vida lhe renderá adjetivos. No Céu teremos um novo nome, “o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe” (Apocalipse 2:17). Esse título novo será um dos vários privilégios que receberemos de Deus.

Que sua vida seja mais do que a capa de um livro. Valorize-se! Busque títulos de bondade e trabalhe pela publicidade do Céu para mostrar boas notícias à Terra.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!