segunda-feira, 28 de setembro de 2015

O QUE NINGUÉM QUER VER – Parte 2 (ORIGEM)

O QUE NINGUÉM QUER VER – Parte 2 (ORIGEM)
(Por Sérgio Mafra)

Não sei se você reparou no último texto, mas uma das frases que usei foi que não pretendíamos criar novas teorias para os problemas da humanidade. Acho que a origem da nossa reflexão poderia bem passar por esse aspecto.

Quantas vezes você já ouviu a expressão: “O mundo está ficando louco” ou “A Terra está de cabeça pra baixo”? Temos a mania de generalizar e jogar para “o mundo” as nossas responsabilidades. Será mesmo que o mundo está louco? Será a que natureza resolveu de uma hora pra outra mudar o clima ou tornar o ar poluído? Será que a Terra resolveu dar o troco ao homem?

Nosso planeta sofre em razão das nossas atitudes. O problema não é a Terra que está louca ou de cabeça pra baixo; quem está assim somos nós mesmos. Os homens estão perdendo de vista o real significado do “ser humano”.

Acredito que pra começarmos a refletir, temos que primeiro definir os atores principais dessa história: eu e você. Mas aí você pode questionar e dizer: “Eu?” Por que eu? Não tenho o controle em minhas mãos. “Você deveria responsabilizar a Dilma, o Obama, os europeus, mas eu?”...

O ponto está aí, amigos. Admitir que estamos, sim, todos no mesmo barco, entender que todos temos nossas responsabilidades (obviamente que as proporções alcançadas pelas atitudes de cada um é outra discussão) e que, SIM!, também somos parte dessa humanidade que está louca e virando ao avesso.

Pense nisso quando tiver um tempinho, e no próximo texto continuaremos avançando em nossa construção de pensamento.

Um abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!