sábado, 11 de março de 2017

SEM CESSAR


SEM CESSAR 
Jackson Valoni - Angra dos Reis/RJ

Às vésperas do Dia Internacional da Mulher, resmunguei pra minha esposa que eu teria que comprar alguma coisa pra ela. O último presente que eu havia dado ela disse que tinha sido "pra casa" (e não foi panela, ferro de passar, pano de prato nem coisa parecida). Ela merece ser presenteada, tem razão em reivindicar.


Lá na igreja que eu frequento há uma cesta grande, estrategicamente posicionada bem na frente, próximo ao púlpito. Ela é usada aos sábados, da seguinte maneira: há um momento em que as pessoas podem doar alimentos não perecíveis ou produtos de higiene pessoal; toca uma musiquinha e então as pessoas se levantam e depositam seus mantimentos dentro daquela cesta.

No sábado anterior ao que escrevi este texto, poucos se levantaram para fazer suas doações. Eu mesmo havia me esquecido de levar meu "quilo do amor", como chamamos, carinhosamente, os alimentos oferecidos. Aos domingos, pela manhã, são distribuídas cestas básicas feitas com as doações de cada sábado.

Deus já havia falado que sempre haveria pessoas necessitadas entre nós.

“Nunca cessará o pobre do meio da terra; pelo que te ordeno, dizendo: Livremente abrirás a tua mão para o teu irmão, para o teu necessitado, e para o teu pobre na tua terra”, “livremente emprestarás o que lhe falta, quanto baste para a sua necessidade”. (Deuteronômio 15:7-9, 11, 8)


Se Deus o abençoa, Ele o escolheu pra aliviar o sofrimento de alguém. A sua ajuda, de alguma maneira, irá retornar para você em forma de bênçãos também.

Minha esposa foi presenteada na última quarta-feira, Dia Internacional da Mulher. Pessoas sofrem por falta de comida todos os dias.

"E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos. Por isso, enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé." (Gálatas 6:9, 10)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!