sexta-feira, 30 de setembro de 2016

ZIANNA OLIPHANT

ZIANNA OLIPHANT
Por Denize Vicente

Olá!
O que você sente, o que acontece com o seu coração, com seus olhos e com a sua mente, com seus braços e com suas pernas quando você ouve uma criança de apenas nove anos dizer, chorando: "Tudo o que queremos são direitos iguais. Queremos ser tratados da mesma maneira que outras pessoas."?


Zianna fez um discurso de improviso, numa reunião realizada às pressas para conter os ânimos de pessoas que estavam inconformadas com a morte de mais um homem negro, Keith Lamont Scott, assassinado por um policial, na semana passada, na cidade de Charlotte, no Estado norte-americano da Carolina do Norte.

"Eu estava nervosa e decidi pedir a palavra e dizer às pessoas o que sentia", disse a menina à rede de televisão NBC sobre o seu discurso na assembleia. "Somos pessoas negras e não deveríamos ter que sentir esse tipo de coisa", foram as palavras daquela garotinha.



Para nós, Criacionistas, os homens são todos iguais, feitos à semelhança de Deus (Gênesis 1:26-27).

Sem que se discuta, aqui, a raiz do pensamento evolucionista, pensadores contemporâneos afirmam que, hoje, a Evolução não apoia o racismo.

A Constituição da República Federativa do Brasil afirma em seu art. 5º que “todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza...”.

“Liberté, Egalité, Fraternité” (Liberdade, igualdade, fraternidade) foi o lema da Revolução Francesa.

Mas estamos em 2016, século XXI, e crianças negras ainda precisam subir num púlpito e discursar sobre a dor de se ver ferido com a morte de outro ser humano...


O que você sente quando vê a dor dessa criança?

O que você pode fazer para mudar essa realidade cruel?

Não basta se emocionar com as lágrimas sofridas de uma menina negra que deveria estar brincando em vez de estar ali... Não basta dizer-se criacionista, evolucionista, constitucionalista, revolucionista. É preciso fazer alguma coisa.

Pense nisso. Comece a mudar este mundo. Comece a mudar seus conceitos. Você sabe do que eu estou falando. A gente só finge que não.

Deus não vê diferenças entre os homens porque pertencem a uma ou outra nação, porque têm a pele desta ou daquela cor, porque são de uma ou de outra religião... 


Ou será que Deus é somente Deus dos judeus? Será que não é também Deus dos não judeus? Claro que é! Deus é um só e aceitará os judeus na base da sua fé e também aceitará os não judeus por meio da fé que eles têm. (Romanos 3:29-30)


Quando um estrangeiro viver na terra de vocês, não o maltratem. O estrangeiro residente que viver com vocês deverá ser tratado como o natural da terra. Amem-no como a si mesmos, pois vocês foram estrangeiros no Egito. Eu sou o Senhor, o Deus de vocês. (Levítico 19:33-34)

Como resultado disso, já não existem mais judeus e não judeus, circuncidados e não circuncidados, não civilizados, selvagens, escravos ou pessoas livres, mas Cristo é tudo e está em todos. (Colossenses 3:11)
O post de hoje é de lágrimas. Eu preciso fazer alguma coisa. Você também.

Pense bem.


_________________________

Referência:

O emocionado discurso da menina de 9 anos que chamou a atenção do mundo para a tensão racial nos EUA – Disponível em: http://www.bbc.com/portuguese/internacional-37513269http://www.bbc.com/portuguese/internacional-37513269 - acessado em 29.09.2016.

2 comentários:

  1. Infelizmente a humanidade está se deteriorando. O que vemos hoje é a disseminação do ódio e o desrespeito ao próximo.
    Está faltando amor no coração dos homens.
    Vale aqui lembrar São Francisco de Assis "Onde houver ódio que eu leve o amor. .."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Cris... Muito bem citado. "Faze que eu procure mais consolar que ser consolado... amar que ser amado..."

      E cada um de nós, às vezes rindo de uma piada racista, olhando com indiferença ou medo para uma criança de rua, se mostrando superior a um empregado, a um trabalhador... revela também seu lado preconceituoso. A gente, muitas vezes, acha que racista é só o que xinga ou mata um negro. Mas, a bem da verdade, a gente sabe que não é só isso. Só finge que não sabe. Muito triste. Muito mesmo, Cris.

      Excluir

Participe também, comentando!