quinta-feira, 2 de junho de 2016

PARA OS OUTROS E PARA VOCÊ!


PARA OS OUTROS E PARA VOCÊ!
Por Carina Baptista

Oi pessoal, tudo bem??
Fale com sinceridade: para você é fácil ser bom?! Bom para com as pessoas que lhe fazem bem, que lhe fazem mal, que estão perto e estão longe!? O fruto do espírito, de hoje, é a “benignidade” e vamos falar, mais uma vez, sobre algo que está em falta no mercado.

Semana passada falamos sobre a longanimidade. Vimos como o mundo seria melhor se as pessoas fossem mais pacientes, tardias em irar-se. Da mesma forma, teríamos um mundo muito melhor se as pessoas alimentassem mais a benignidade. Pensando sobre este texto que escrevo, eu me lembrei de outro, escrito pelo meu amigo aqui do Blog, João Octávio. Foi perfeito e eu poderia apenas colocar o link do texto dele que reflete bem o que quero passar. Mas como eu gosto de falar (escrever) não vou dispensar a oportunidade. :)

Ser bom não é fácil; isso vai contra nossa natureza. Pessoas boas, muitas vezes, são menosprezadas e tiradas de bobas, ingênuas ou mesmo desprovidas de esperteza. Ajudar as pessoas quando não recebemos nenhum benefício visível é tido como fraqueza, quando deveria ser exatamente o contrário!



Pense nesta situação: você está na fila do mercado com o carrinho cheio, as filas estão bem demoradas, você é o próximo, e uma pessoa pede, gentilmente, para passar as compras dela (três ou quatro itens) porque ela está com pressa. O que você faz?

Há muitas outras situações. Poderiam ser incontáveis. Diariamente nos deparamos com a oportunidade de ser bons.

Salmos 136:1 nos diz: "Louvai ao SENHOR, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre." Devemos aprender com Deus a ser bons. Como é maravilhoso saber que temos um Pai que olha por nós e nos protege com seu amor e nos incentiva sermos bons! A partir de agora, olhe para cada momento da sua vida como uma oportunidade de ser uma pessoa melhor. Não tenha medo de recomeçar e, se falhar, tentar mais uma vez. Enquanto tivermos o desejo de mudar, teremos esperança. Olhe para as pessoas com o objetivo de fazer bem a elas; você vai perceber que, fazendo isso, você faz bem para a pessoa e, principalmente, para você.



Termino o post de hoje com um trechinho do texto do João Octávio Barbosa:

Ser bonzinho não é para qualquer um. Porque, muitas vezes, isso vai significar perder aqui para ganhar lá na frente. Sofrer aqui, para viver o compromisso de ser correto. Não ter agora, para talvez nunca ter nesta vida. Mas ser bonzinho é estar mais perto de Deus. Ser bonzinho é um privilégio divino. Ser bonzinho é só para quem pode!

Um beijo e até semana que vem!

______________________

Referência:
 Os bonzinhos – João Octávio Barbosa. Disponível em:

2 comentários:

Participe também, comentando!