sábado, 25 de junho de 2016

CAIXA D’ÁGUA



CAIXA D’ÁGUA
Por Jackson Valoni

Comprei um apartamento. Quando assinei a papelada e fechei negócio, senti frio na barriga e satisfação. O apartamento é do jeitinho que eu queria. Perto do shopping, num bairro legal e o tamanho é bom.

Enfim, quem casa precisa de casa, então providenciei.

No dia da vistoria, vi algo fora do imaginado. A janela de um dos quartos fica de frente pra caixa d'água da casa do morador do terreno vizinho. Uma grande e imponente caixa d'água azul.

Perguntei pra Pamela o que ela achou daquilo. Bem, ela riu e isso me aliviou.



Imprevistos surgem, mas a forma como tratamos esses probleminhas podem transformá-los em problemões. Tudo o que é feito impulsivamente, com raiva ou desespero, sai mal feito.

Sempre ouvi dizer que Deus pode mudar tudo, e eu creio nisso. Uma caixa d’água não pode ser motivo suficiente para deixar alguém entristecido. Se a vida lhe der limões, faça uma bela limonada.

Algumas pessoas se transformam, enquanto dirigem, ficam enfurecidas quando o sinal fecha, se irritam quando são ultrapassadas, praguejam porque não encontram vaga no estacionamento. As menores coisas ganham grande destaque, e as coisas mais importantes não têm seu devido espaço. As pessoas resmungam muito e são muito ingratas com as coisas que Deus lhes permitiu ter.

Mais do que nunca, tenho ouvido sobre a inexistência de Deus, ou sobre Sua divina apatia. Ouço, praticamente, que sou uma pessoa atrasada, por crer em um Deus. Que assim seja.

"Os jovens se cansam e se fatigam, e os moços de exaustos caem, mas os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam." Isaías 40:30,31

Ainda bem que existem cortina e vidro fumê... ainda bem que existem outras janelas e visões de um Deus que vão além dos meus olhos.

Obrigado, meu Deus!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe também, comentando!