quinta-feira, 24 de maio de 2018

COMUNICAÇÃO


COMUNICAÇÃO
Victor Anselmo Viana – Rio de Janeiro/RJ

Como funciona sua comunicação com alguém importante? No nosso cotidiano é fácil perceber o quão dependentes estamos das vias de comunicação - celulares e suas mídias sociais tornaram-se cada vez mais parte do nosso corpo -, e isso me faz pensar em como acontecia a comunicação nos primórdios...

Certa vez, em uma batalha de gregos contra persas, um soldado grego chamado Fidípides recebeu a importante missão de buscar reforços para seu exército na cidade de Atenas, que ficava a uma distância de 40 km do campo de batalha. Fidípides então correu em direção a Atenas e retornou com 10 mil soldados, o que culminou na vitória do exército grego. Aí eu paro para perguntar: quantos por cento você estaria disposto a encarar essa jornada? Puxado, não acha?

Mas a história de Fidípides não para por aí... Orgulhoso da vitória, o Comandante ordenou a Fidípides que retornasse a Atenas para contar a boa nova. Ele foi, correndo, sem parar. E quando chegou ao destino teve forças apenas para dizer: "Vencemos!". Diz que, logo após informar a vitória, Fidípides teria caído morto de cansaço.

Imagine só se existissem telefones celulares nessa época... Talvez a vida de Fidípides teria sido poupada. E nessas horas é que pensamos no quanto a tecnologia nos elevou para um nível jamais imaginado para o povo daquela época, o que nos inclina a pensar que o celular, até hoje, é o que temos de mais eficiente em termos de comunicação, não é mesmo?

E se eu lhe disser que podemos estar errados? O que me diriam? Pense comigo: ainda mais agora em tempos de smartphones... Suas baterias duram cada vez menos; seus planos de ligação funcionam da seguinte forma: você paga, você tem, não pagou, perdeu... Agora imagine você perdido na mata, sem sinal, sem bateria, sozinho....

Mas e se eu lhe dissesse que existe um meio de comunicação que tiraria você dessa roubada, e, o melhor, de graça? Não precisa de crédito, de nada! Será que pode melhorar? E se eu disser que sim? Se eu disser que você já tem esse dispositivo?

- “Mas Victor, onde está, amigo? Preciso urgente dele!”

Calma, está aqui: Isaías 65:24 diz:
“Antes de clamarem, eu responderei; ainda não estarão falando, e eu os ouvirei.”.

Uau!! É melhor do que você imaginava, não é mesmo? Afinal de contas, que celular é esse que antes de ligar a pessoa já sabe que você vai ligar, ou até mesmo antes de falar ela já está ouvindo???



“A voz daquele que clamava no deserto ardia com fogo recebido dos céus em resposta à oração: João Batista orava porque para ele isso era o que havia de mais sagrado: falar com o Pai Celestial.”

Jesus nos ensina:
"Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia nos dá hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; e não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém." (Mateus 6:9-13).

Agora não tem mais desculpa, você já tem o aparelho, já tem o plano e o manual... O que você está esperando pra fazer uso irrestrito desse benefício?

Tendemos a nos lembrar disso somente nas horas difíceis, né? Eu sei, eu sou assim também... Mas a nossa vantagem é que o nosso Deus não é aquele primo chato que diz: “Só me procura quando precisa”, e castiga a gente por isso. Ele é tão amoroso que não se importa em que circunstâncias você O busca, e, sim, quando você O busca.

Então, amigo, "se teu fardo e tão pesado e difícil e viver, descansa em meio à sombra, contempla Cristo sim, e seu amor (...), pois não há amor no mundo, nada igual ao do Senhor Jesus".

Bem, já que nós já temos o modelo do “Pai Nosso”, quer que eu lhe ajude a formular uma oração de pedido de socorro? Então vamos lá, vamos clamar juntos...

“Tantas são as provas, não consigo ver a luz
Vem estar comigo, meu Jesus.
Lembra de teu filho nas horas de aflição;
Vem aliviar meu coração.
És um pai querido que me estende a mão.
És o meu amigo, meu Jesus.
Lembra de teu filho nas horas de aflição;
Vem aliviar meu coração.
Meu Senhor, eu preciso de Ti
Vem, pra nesse momento me ajudar.
Por favor, eu não quero chorar.
Vê o meu sofrimento, meu Senhor.
Oh! Meu Senhor,
Eu preciso de ti, Senhor.”
(Tom de Vida – Eu preciso de Ti)

Não tenha vergonha de chorar, de prostar-se, de gritar. O Senhor entende a sua dor, ele conhece o seu coração e só Ele, eu repito, somente Ele, pode confortar seu coração e atender as suas orações.

______________________________________________


Olá, povo! Meu nome é Victor Anselmo Viana. Geralmente me apresento como “Victor Viana”, mas o “Anselmo” é o nome que herdei de minha mãe e eu amo esse nome...
Sou cristão, padrinho do Jackson e da Pamela, mecânico de carros, apaixonado por carros antigos, e estou terminando meu curso de Engenharia Mecânica. Tenho mais de 1,80m e mais de 100 kg; não sou a expressão da delicadeza tampouco sou bom com as palavras assim como meus companheiros aqui do blog, mas há algo em mim que se torna um tanto curioso: mesmo sem tanto talento com as palavras, eu sou aberto a ouvir o que Deus quer falar, e talvez seja isso o que me tenha trazido até aqui. Espero, junto com todos, incluindo você, estreitar nosso relacionamento com Deus, para ouvir mais claramente o que Ele tem para nos dizer constantemente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você acha?