sábado, 5 de agosto de 2017

SERÁ QUE MINHA SOGRA VAI LER?



SERÁ QUE MINHA SOGRA VAI LER? 

Jackson Valoni – Angra dos Reis/RJ 

Tem gente que odeia a sogra. Tem gente que faz de conta que a sogra não existe. Bom, a minha sogra não existe: ela é única. Ela fala pelos cotovelos, tem opiniões fortes, e se queixa o tempo todo porque não pode comer doce (mas come mesmo assim); adora ver Cidade Alerta, fala mal dos políticos, tem como expressão marcante “eu ainda vou ter...”, diz que um dia será milionária, acredita em Deus do jeito dela (embora não frequente, oficialmente, uma igreja) e me ama como se fosse minha mãe. Minha sogra é demais! Ela tem um talento único em decoração – tirou ideia para enfeitar a casa no Natal depois de ver a decoração da minha igreja durante uma programação que assistiu conosco, no final de julho.
 

No início do ano, quando minha esposa teve que se submeter a uma cirurgia de urgência, minha sogra, que mora a algumas centenas de quilômetros da minha casa, na Região dos Lagos, em São Pedro da Aldeia, imediatamente veio até nós, dirigindo. Isso gerou 8 multas, mas ela chegou. Ela sempre esteve presente na vida da minha esposa, mesmo contra a vontade dela (dela, a minha sogra, que se chama Eliana).
Um desses momentos de indisposição aconteceu no dia do batismo da minha esposa. Por alguma razão, Eliana não estava confortável com aquela decisão da filha, talvez por ter outra formação religiosa, mas ela estava na igreja acompanhando a filha.

Parênteses, aqui. Eu creio que há um Deus no Céu que envia o Espírito Santo para tocar no coração dos Seus filhos. Eu creio que Ele não se cansa de falar com Eliana.

Devido à grande distância entre a casa da Eliana e a minha, quando ela vem costuma passar umas duas semanas conosco. Não sei se isso é bom ou ruim. Calma, eu vou explicar o porquê da minha incerteza. A dúvida surge porque toda vez que ela vem até minha casa acontece culto todos os dias da semana na nossa igreja. Chamamos essa série de cultos de “semana de oração”.

A semana de oração mais recente que ela participou foi voltada para os jovens. E ela, que ainda é uma garotona, fez questão de assistir todos os cultos. Mas a semana de oração jovem foi especial. Minha esposa diz que houve uma revolução com Eliana, porque até foto com o rapaz que pregava ela quis tirar. Como falei antes, creio num Deus que age e no Espírito Santo que intercede por nós.


Hoje é aniversário da minha sogra, da Eliana, que faz pudim pra me agradar, mas acaba comendo junto com Pamela. Minha sogra, que é tão generosa, e doa tantos quilos de alimento para a cesta básica da campanha permanente que existe na igreja, completa mais um ano de vida. Minha sogra, que acredita incondicionalmente em suas filhas e na própria felicidade, tem encontrado um Deus que já realizou alguns milagres na vida dela.

“Porque por mim se multiplicam os teus dias, e anos de vida se te acrescentarão.” (Provérbios 9:11)

Ela que é coautora do presente que vai me acompanhar durante toda a vida (minha esposa) deve vir aqui pra casa semana que vem. Não sei o que darei de presente a ela, já que tudo é “muito caro” e que “com esse dinheiro dá pra comprar a prestação do carro de vocês”.

“O SENHOR te abençoe e te guarde; o SENHOR faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o SENHOR sobre ti levante o Seu rosto e te dê a paz.” (Números 6:24-26)

 

6 comentários:

  1. Obrigado meu querido irmão! Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  2. Leva a sogra e a esposa para almoçar fora e manda as duas com o teu cartão de crédito, no shopping. Que tal? Você terá a amizade da sogra pela a eternidade. Rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  3. Obrigado meu querido irmão! Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  4. Creio que Eliana já tenha um grande presente que recebeu de Deus ...a família que ela formou, que inclui vc.
    Agora...concordo com sua amiga Iolanda.
    Eliana irá ler este lindo e carinhoso texto.

    ResponderExcluir

Participe também, comentando!