sexta-feira, 27 de julho de 2018

O QUE É QUE TE INCOMODA TANTO?


O QUE É QUE TE INCOMODA TANTO?
Denize Vicente – Rio de Janeiro – RJ

"No dia em que estiveres muito cheio de incomodações, imagina que morreste anteontem... Confessa: tudo aquilo teria mesmo tanta importância?"
(Mario Quintana in "Porta Giratória" - Poesia Completa, p. 832 – Editora Nova Aguilar)

Meu recado hoje é leve. Mas é forte.
Eu não sei exatamente quantas são as tuas preocupações, hoje, nem como tem sido nos últimos dias... Não sei se é teu costume ficar reclamando e se incomodar com certas coisas, mas uma vez ou outra todos nós, e não apenas alguns de nós, ficamos assim, “cheios de incomodações”...

A vida é muito curta pra gente viver se lamentando, se incomodando com tudo ou com coisas que não precisam de tudo isso!

“No dia em que estiveres muito cheio de incomodações, imagina que morreste anteontem... Confessa: tudo aquilo teria mesmo tanta importância?"

Quando alguém se depara, cara a cara, com a morte, sobrevive a um acidente, a uma doença mortal, ou escapa de uma queda de avião porque não embarcou naquele voo, repara só, passa a ter outra visão diante da vida... Nada mais o incomoda profundamente e as coisas passam a ter o valor que realmente têm, um grau de importância compatível com aquilo que de fato representam. Quem passou perto da morte, quem andou na sombra do vale da morte, nunca mais vê as coisas, as pessoas e as situações com os mesmos olhos.

Então pega esse jeito de se incomodar desnecessariamente e segue o conselho do poeta. E se isso não te bastar, segue o conselho divino, que já veio muito antes e anda meio esquecido por aí. Um conselho que ainda traz uma promessa... Promessa de novos tempos e nova vida, num lugar incrivelmente diferente de tudo o que conhecemos em termos de vida boa, paz e tranquilidade:

“Que o coração de vocês não fique aflito. Creiam em Deus; creiam também em mim. Existem muitas moradas na casa do meu Pai; se não fosse assim, eu lhes diria. Vou preparar moradas para vocês. E quando tudo estiver pronto, então eu virei buscar todos, para que possam sempre estar onde eu estiver. E vocês conhecem o caminho para onde eu vou.” (João 14:1-4)

Repara: não somos nós que vamos; Ele é quem vem nos buscar.
Então, foca na promessa! A gente deveria gastar mais tempo se arrumando pra esse encontro do que procurando coisas pra se aborrecer...

Confessa: tudo isso que vem te incomodando tem mesmo tanta importância?
Relaxa. Nos braços do Pai.



8 comentários:

  1. Muito bom, verdades diversas que nos levam a um raciocínio lógico



    ResponderExcluir
  2. Concordo. Na presença do Pai há saídas, caminhos, soluções e há paz. Podemos descansar e esperar vitória que virá no final. E nesse processo driblar a preocupação destrutiva e tristeza. Reclamar não leva a nada. Gostei.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pela mensagem . Focado na promessa.

    ResponderExcluir
  4. Ótima reflexão!!! Muito obrigado!!!

    ResponderExcluir

O que você acha?